Publicidade

politica

Prefeitura faz pré-lançamento de programa de prevenção ao HIV

Medicamento de profilaxia ao HIV ficará disponível para grupos específicos de maior exposição ao vírus, a partir do primeiro semestre de 2022

| ACidadeON/Araraquara -

Medicamento profilático para HIV voltado a grupos de risco estará disponível na rede pública de Araraquara em 2022
A Prefeitura fez nesta quarta-feira (1º) o pré-lançamento do Programa de Profilaxia Pré-Exposição (PrEP), em seu evento do Dia Mundial de Luta Contra a Aids, no Paço Municipal. O programa é resultado de indicação ao Executivo da vereadora Filipa Brunelli (PT), apresentada na Câmara Municipal em maio deste ano.

"Mesmo antes de estar vereadora eu já buscava a implementação da PrEP. Ver essa política pública se tornando realidade é de imensa felicidade a todes que lutam pelo fim do HIV", comemorou Filipa.

A PrEP é a combinação de dois medicamentos (tenofovir e entricitabina) em um único comprimido, que impede que o vírus se estabeleça e se espalhe pelo corpo.

Filipa lembrou em sua indicação que a PrEP não previne outras infecções sexualmente transmissíveis e também não garante 100% de proteção contra o HIV. Portanto, deve ser combinada com outras formas de prevenção, como o uso do preservativo.

No entanto, o Ministério da Saúde aponta que esse tratamento reduz a transmissão do vírus em mais de 80% dos casos, representando, portanto, a diminuição de novos casos de contaminação pelo vírus e, consequentemente, levando à economia de recursos públicos.

AÇÕES

De acordo com Saliane Ribeiro, coordenadora do Programa Municipal de DST/Aids de Araraquara, o tratamento faz parte de um conjunto de ações de prevenção combinadas para o enfrentamento do vírus HIV, utilizado em outros países.

Ela explicou que o público alvo do programa são pessoas em grande vulnerabilidade, que correm risco maior de contrair o vírus HIV. "O público alvo são pessoas em grande vulnerabilidade. Ou seja, é um programa para grupos específicos, que correm um risco maior de contrair o HIV", lembrou a coordenadora.

Saliane disse ainda que Araraquara será a única cidade da região a oferecer o serviço, que estará disponível na rede municipal de saúde no primeiro semestre de 2022.

"Esse tratamento será mais um elo das ações que compõem o conjunto de projetos preventivos. Estamos terminando de construir os protocolos, capacitando as equipes e queremos fazer isso com responsabilidade, pois são pessoas saudáveis que irão tomar os retrovirais", concluiu.

O evento de ontem no Paço Municipal foi realizado pelo Centro de Testagem de Araraquara (CTA/IST/AIDS), com apoio das entidades Gaspa, RNP+Sol e LGBTQIA+.

Entre as atividades realizadas houve testagem rápida de HIV e sífilis, aferição de pressão arterial e glicemia, minipalestras, entrega de preservativos e atividades culturais.

A ação será concluída no próximo sábado (04), quando todos os postos de saúde serão abertos exclusivamente para testagem rápida de HIV, sífilis e Hepatites B e C, das 8 às 13 horas.

Mais notícias


Publicidade