Publicidade

politica

Primeira sessão do ano na Câmara de Araraquara será online

Com três vereadores positivados para covid, encontro vai ser por feito através de aplicativos

| ACidadeON/Araraquara -

 

Primeira sessão da Câmara de Araraquara em 2022 será à distância (Foto: Divulgação)

 

Com três vereadores positivados para covid-19 - Fabi Virgílio (PT), João Clemente (PSDB) e Marcos Garrido (Patriota) -, a primeira sessão do ano na Câmara de Araraquara vai ser online. 


Às vésperas de terminar o período de recesso parlamentar - vai até 15 de janeiro -, a mesa diretora decidiu realizar o primeiro encontro, na terça-feira (18), às 15 horas, através de aplicativo de reuniões. 


Ao acidade on, o presidente da Câmara, Aluísio Braz, o Boi (MDB), explicou que a decisão ocorre após registros de casos no Legislativo e para garantir a participação de todos. 


"Até para preservar o direito de voto, já que os vereadores estão vacinados, com sintomas leves, mas não podem vir presencial, decidimos a sessão online", explicou. 


Recentemente, o Legislativo adotou diferentes medidas visando conter o avanço da doença em seus colaboradores. Atualmente, segundo Boi, são cinco pessoas em quarentena.  

 

LEIA TAMBÉM 

Covid-19: Câmara de Araraquara volta a atender por agendamento 

Com Clemente e Garrido, Câmara tem três vereadores com covid 

Projeto de lei pode obrigar passaporte da vacina em Araraquara


No documento assinado pela mesa diretora há atendimento mediante agendamento, rodízio de funcionários e home office, além de reforço nos cuidados sanitários e de distanciamento. 


"Fizemos um decreto até o dia 30 de janeiro para avaliar esse momento onde aumento os casos de contaminação", apontou Boi. 


"Fizemos uma gestão com prudência desde o começo com os funcionários, com a população que frequenta, mas a Câmara nunca parou e não vai parar. Não vamos deixar de votar os projetos de interesse da população", completou. 


Um dos pontos que deve ser debatido pelos vereadores na primeira sessão do ano é projeto de lei que prevê a exigência de passaporte da vacina em Araraquara. 


Na avaliação do presidente da Câmara, o encontro ser online não prejudica a discussão em torno do tema, apenas garante que todos os parlamentares possam votar e participar. 


"Não prejudica, pois as pautas não podem esperar. Seria irresponsável da minha parte a população e os vereadores ficarem seis, sete horas, com o contágio tão forte dessa variante". 


Boi também reforçou que mesmo com os atendimentos sendo realizados por agendamento, cada parlamentar tem conseguido ouvir seus eleitores pelos canais digitais e telefone.

Mais notícias


Publicidade