Massafera foi apelidado de 'Ribeirão Preto' pela Odebrecht, diz delator

Ele teria recebido caixa dois de R$ 30 mil, em 2010, segundo o executivo Carlos Armando Paschoal

    • ACidadeON/Araraquara
    • ACidade ON
ACidade ON - Araraquara
Roberto Massafera é apontado por ter recebido 'caixa dois'; ele nega

Seis deputados da Assembleia Legislativa de São Paulo são citados em delações de executivos da Odebrecht; contra cinco deles, há menções de caixa dois. Um deles é o araraquarense Roberto Massafera (PSDB) que recebeu como apelido outra cidade da região e será investigado pela Procuradoria da República em São Paulo. O deputada nega.

Roberto Massafera foi apelidado como ‘Ribeirão Preto’ pela construtora e teria recebido caixa dois de R$ 30 mil, em 2010, segundo o executivo Carlos Armando Paschoal. O delator ainda revelou ter mantido contato com o tucano, após as eleições, e que recebeu ‘ajuda’ do deputado em ‘várias situações’ envolvendo a empresa Foz do Brasil - que prestava serviços na área de saneamento antes da fundação da Odebrecht Ambiental.

"E a Foz do Brasil precisava ampliar o negócio. E ampliar saneamento em São Paulo é complicado, porque a Sabesp controla mais ou menos metade dos municípios, então a Foz ficava limitada no crescimento".

Odebrecht diz ter pago R$ 30 mil de 'caixa 2' para Massafera

"Ocorreu a ideia que o Roberto, como eu, de interior, conhecer prefeitos que ele pudesse me apresentar ou apresentar a Odebrecht como empresa para ampliar o tipo de serviço. Eu o procurei, ele me sugeriu que identificasse no interior os municípios que estavam com deficiência de água e esgoto. Porque não adiantava entrar para privatizar em um lugar que tinha bom serviço de autarquia. Ele dava exemplo da própria Araraquara que tinha há cem anos água ‘fluorada’. Identificamos Bauru. Ele até fez apresentação minha para o prefeito de lá. Não presencial, mas ‘olha, vai te procurar uma pessoa da Odebrecht’", relatou o Paschoal.

Em nota divulgada anteriormente, o deputado diz: “em nenhum momento dos mais de 30 anos de vida pública solicitei recursos ilegais para financiar as seis eleições que participei. Todas as campanhas políticas foram legítimas, contabilizadas na forma da lei e aprovadas pela Justiça Eleitoral. Jamais, em tempo algum, autorizei que recursos não declarados fossem solicitados em meu nome."
 


6 Comentário(s)

Comentário

Denise Bortolani Galvão

Publicado:

Parlamentar destaca que todas as suas contas foram aprovadas pela Justiça eleitoral. Todas as doações foram feitas com cheque nominal por amigos empresários da região e que não recebeu qualquer quantia das empresas investigadas da Lava Jato. Prometeu acionar delator judicialmente por danos morais. Defendeu hipótese de que vazamentos teriam interesse de anular todas as investigações, o que explicaria envolvimento de mais de 400 políticos e valores os mais diversos, desde R$ 10 mil até milhões de reais. Recursos contabilizados como Caixa 2 também pode ter sido desviados dentro da própria empresa, antes de chegarem aos candidatos citados. Massafera defende investigações

Comentário

MARIANA

Publicado:

Em meio a doaçoes em torno de milhoes recebeu só 30 mil? É... não tem muito prestigio no meio não! kkkkkk

Comentário

Aldo

Publicado:

Mais um "santo", que não-sabe-de-nada, nunca-fez-nada, é fiel fervoroso, ama os animais, preserva a vegetação rasteira, não pisa nem em formiga... Um pobre perseguido, delatado porque confundiram seu nome com o nome de um outro sujeito, dado a práticas pouco louváveis! Coitadinho, coitadinho, coitadinho...

Comentário

Divaldo Antonio de Oliveira

Publicado:

Não basta a delinquência da ex-prefeita, treze vereadores e vários secretários? Temos ainda que assistir um deputado por Araraquara ser identificado pela Odebrechet pelo nome de nossa cidade devastada pela quadrilha da Darcy?

Comentário

Argeu

Publicado:

Todos são santos ,não pegar dinheiro é adoram a família. Se for culpado como qualquer outro ,CANA e fim dá carreira política .

Comentário

Jorge Franco

Publicado:

Que ridículo eu sempre soube dessas falcatruas e descalabros desses políticos com o dinheiro público, e o pior são as intenções podres dessa raça ordinária da nossa sociedade. Ontem os delatores dessa empresa mostraram provas e acho que por mais que neguem, todos estão envolvidos nesse sistema antigo que funciona no Brasil, superfaturar as obras para desviar o dinheiro, e Roberto Massafera está envolvido sim. O pior de tudo é essa prisão branca, para recordar o envolvido e preso condenado mas o que ele roubou não precisa devolver. É uma justiça incompetente que foi ardilosamente preparada para proteger esses bandidos. Descubra o tempo que eles estão no poder e sua quantidade de riqueza e tirem suas conclusões. Roberto Massafera foi beneficiado sim, o partido dele é igualmente maléfico tanto quanto os outros partidos envolvidos nessa organização criminosa.