Lula é condenado na Lava Jato a 9 anos e seis meses de prisão

Ele foi condenado por corrupção no caso que envolve a compra de apartamento triplex no Guarujá

    • ACidadeON/Araraquara
    • Da reportagem
Divulgação / Justiça Federal do Paraná
Lula durante depoimento ao Juiz Sérgio Moro, em Curitiba

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em uma ação penal que envolve o caso da compra e reforma de um apartamento triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo. Ele foi condenado a nove anos e seis meses em sentença publicada nesta quarta-feira (12).

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), a construtora OAS destinou à família do ex-presidente um tríplex no Condomínio Solaris, no Guarujá. Esse imóvel, segundo a denúncia, fez o patrimônio do ex-presidente crescer em R$ 2,76 milhões.

Essa é a primeira vez que um ex-presidente da República é condenado. A sentença, em primeira instância permite que Lula recorra em liberdade.

“O condenado recebeu vantagem indevida em decorrência do cargo de Presidente da República, ou seja, de mandatário maior. A responsabilidade de um Presidente da República é enorme e, por conseguinte, também a sua culpabilidade quando pratica crimes”, afirma Moro, na decisão.

Lula foi absolvido, no entanto, dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo o armazenamento do acervo presidencial numa transportadora, supostamente pago pela OAS.

A defesa de Lula ainda não se pronunciou, mas o ex-presidente alega que esse apartamento não é dele, já que desistiu de comprá-lo.
 


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.