Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

Política

Faro Fino: Michel Temer sugere e Marcelo Barbieri assume como secretário em Brasília

Coluna acompanha o cotidiano da política em Araraquara

| ACidadeON/Araraquara

ACidade ON - Araraquara
Marcelo Barbieri agora integra o Governo do presidente Michel Temer (Arquivo)

 

Casa nova
Brasília volta a ser a casa do ex-prefeito de Araraquara, Marcelo Barbieri, do PMDB. Não que ele abandonará seu lar aqui, mas o trabalho, ao menos até o fim do ano, deve ficar na relação mais próxima com os deputados federais e na articulação para a aprovação de projetos do Governo. Ele, que foi deputado por 14 anos, antes de assumir Araraquara por dois mandatos, assume hoje como secretário nacional de Relações Institucionais, vinculado à Secretaria de Governo da Presidência da República.

Temer pediu
A portaria assinada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, foi publicada hoje nos atos oficiais da União. Em entrevista ao Jornal Regional, uma produção da Jovem Pan e ACidadeON Araraquara, Barbieri, que estava na vice-presidente da Associação Paulista dos Municípios, contou ter recebido o convite do próprio presidente da República Michel Temer, seu aliado de partido. O ex-prefeito terá uma sala no Palácio do Planalto, ao lado do ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (PMDB).

Surgiu a oportunidade
“Eu estava vindo várias vezes até Brasília fazer reivindicações em favor dos municípios e acabei me reunindo algumas vezes com o presidente da república. Dai surgiu a oportunidade”, conta Marcelo Barbieri. Uma opção foi a Secretaria Nacional da Habitação, mas o Partido, no caso do PMDB, recomendou a pasta das Relações Institucionais. Tema que tratou em 2003, quando foi assessor especial da Casa Civil. Agora, segundo ele, como secretário terá uma equipe e mais autonomia para trabalhar os assuntos institucionais do Governo.

Adivinha a pauta?
E, sem dúvida, a pauta está definida. Temer já anunciou que o objetivo é a aprovação da Reforma da Previdência. “Nós temos pela frente uma grande meta que é a Reforma. O Brasil não suporta mais esse déficit que tivemos em 2017. Foram R$ 268 bilhões de déficit na Previdência no País. Isso é a grande meta da Secretaria de Governo, na qual eu faço parte para trabalhar, reverter esse déficit e aliviar o caixa da União para que ela possa distribuir melhor os recursos para a Saúde, Educação e Áreas de Saneamento”.

Ajudinha
Para o novo secretário do Governo de Michel Temer, após a Reforma da Previdência será possível favorecer os municípios. “É óbvio, eu sendo de Araraquara, o que for do município, continuaremos ajudando, independente de qualquer posição político-partidária, porque o interesse da cidade deve estar sempre acima de interesses menores”, reforça Marcelo Barbieri, que espera um crescimento econômico com mais geração de empregos no País.
 

Veja também