ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

Eleições

Com foco na defesa da educação e meio ambiente, Massafera busca reeleição

Em sabatina ao ACidadeON, candidato a estadual pelo PSDB disse que defenderá universalização do ensino técnico, expansão do ensino médio e melhoria nas universidades

| ACidadeON/Araraquara

Engenheiro Roberto Massafera é candidato a reeleição para deputado estadual.
 

No segundo dia de publicação das sabatinas com os candidatos a deputado estadual e federal de Araraquara, o ACidadeON apresenta, nesta quarta-feira (12), entrevista com o candidato deputado Roberto Massafera, do Partido da Social Democracia Brasileira. 

As entrevistas tem objetivo de contribuir para que o eleitor faça a melhor escolha na urna e é publicado no hotsite de eleições. Ao todo foram contatados 22 postulantes que buscam representar a Morada do Sol na Assembleia Legislativa ou na Câmara Federal. Confira a entrevista com Roberto Massafera:

ACidadeON: Em sua avaliação, o que faz um deputado? Explique o que motivou sua participação nas eleições 2018. 

Roberto Massafera: Um deputado trabalha em várias frentes. A primeira, internamente na Assembleia Legislativa, discutindo leis do governo e proposições dos próprios deputados. Trabalha nas comissões temáticas, de Justiça e Finanças. Ao mesmo tempo, também tem o trabalho de fiscalização do Executivo. Essa fiscalização se faz pelas comissões onde se aprovam as contas do Estado, e onde se questiona o desempenho dos gestores e órgãos do Estado. Há um trabalho maior realizado pelo Tribunal de Contas do Estado que é um órgão de assessoria da Assembleia. Ele aponta as irregularidades encontradas na gestão dos órgãos públicos. O deputado faz ainda a representação política externa. A gente representa o poder Legislativo no Executivo, no Judiciário e dentro da comunidade também. Eu me considero um deputado distrital, eleito pela Região Central do Estado. Orientamos os prefeitos em suas demandas e propomos emendas dentro do orçamento do Estado. Emendas na área da Saúde, Educação, Transporte, Ciência e Tecnologia, Meio Ambiente. Essa representação cria um compromisso e um grande envolvimento do parlamentar. Por isso eu defendo o voto distrital. Como já sou deputado por três mandatos, já tenho uma grande experiência junto ao governo do Estado, na fiscalização, nos processos legislativos e principalmente da representação política da região Central. É um trabalho que me dá prazer na hora que aprovamos uma Estação de Tratamento de Esgoto, uma FATEC, uma recuperação de rodovia. São verbas do Estado que vão para os municípios que não teriam condições de fazer esse investimento. Como já estamos trabalhando bastante pela região Central, isso me motiva a dar continuidade ao que faço.

ACidadeON: Em meio à crise moral e política que vive o País, bem como a descrença dos eleitores no poder de transformação da política, como pretende se diferenciar em meio as opções que se apresentam?

Roberto Massafera: Aristóteles ensinava que a política é a busca do bem comum, a busca do bem-estar geral. É o que me motiva também. Com meu conhecimento como engenheiro aposentado, eu me dedico a lutar para melhorar a condição de vida dos mais pobres através do saneamento, da Saúde e Educação. Não podemos confundir com o que acontece em Brasília. O Brasil foi saqueado em todos os níveis, no Banco Central, Correios, BNDES, Petrobrás... Isso que aconteceu em Brasília está nos prejudicando, prejudicando o futuro do País. É uma coisa um pouco distante de nossa atuação, mas que acabou comprometendo toda categoria política. Eu me considero um político diferenciado porque eu trabalho pelo bem-estar do povo.

ACidadeON:
O deputado é eleito para representar todo o estado de São Paulo. Porém, muitos priorizam uma região ou área para seu mandato. Qual será a sua?

Roberto Massafera: Minha atuação parlamentar, na elaboração de leis e na fiscalização diz respeito a todo o Estado. Ao mesmo tempo, a minha representação política é distrital. Sou eleito pela região Central do Estado e trabalho como representante dessa região.

ACidadeON: Caso eleito, como pode contribuir para solucionar questões que afligem o povo de Araraquara, como por exemplo, a falta de recursos para a saúde, o problema de aprendizado dos estudantes e valorização dos profissionais da educação, a falta de recursos para infraestrutura e o desemprego?

Roberto Massafera: Não podemos confundir os limites de atuação do governo federal, responsável por toda essa crise; com os limites dos governos estadual e municipal. Um deputado como eu luta para ajudar a Saúde, por verbas e recursos; mas a grande causa dos problemas está no governo federal, no ministério da saúde, que arrecada o dinheiro e aplica mal, inclusive com denúncias de desvios. Nós temos que eleger senadores e deputados federais que sejam atuantes na fiscalização dessa área. Da mesma forma na Educação. Existe a diretriz nacional, estadual e municipal. Os municípios cuidam bem da sua área na Educação, mas não tem dinheiro. O Estado oferece o recurso para merenda, transporte e até construção das escolas. Mantém as universidades que são os melhores do Brasil. O Estado oferece também as escolas técnicas, as ETECs. É o ensino que, aos poucos, vai solucionando a questão da profissionalização da juventude. Hoje, 90% dos egressos das escolas técnicas já saem com emprego porque já tem uma profissão. Eu defendo que o ensino paulista siga o modelo Alemão. Todo jovem vai para o colégio e, se não quiser fazer uma faculdade, já sai com uma profissão. Esse modelo nós devemos expandir no Estado de São Paulo e, se Deus quiser, o Geraldo Alckmin eleito vai levar para todo o Brasil.

ACidadeON: Cada deputado estadual recebe um salário de R$ 22.322,25. Além disso, recebem verbas extras para a contratação de assessores e auxílio moradia, por exemplo. Na sua avaliação, a Assembleia custa mais do que produz? Abriria mão de algum benefício ou mimo se eleito?

Roberto Massafera: Eu como engenheiro aposentado, contribui 35 anos sobre 10 salários e recebo R$ 3,5 mil de aposentadoria. Hoje, um deputado, prefeito ou vereador não tem mais privilégios na aposentadoria. Eu acho razoável que, se um salário mínimo é de R$ 1.000, ninguém poderia ganhar mais do que 20 vezes esse salário. Essa margem é humana. Acontece que o Brasil é extremamente contraditório. Enquanto tem gente ganhando R$ 1.000, tem outras pessoas ganhando R$ 50 mil, R$ 60 mil de salário dentro do serviço público. Isso eu acho errado. Não que seja muito ou pouco, mas tem que ter um equilíbrio.

ACidadeON: De forma resumida, cite ao menos três coisas que defenderá na Assembleia Legislativa.  

Roberto Massafera: Eu defendo a universalização da educação técnica, a expansão integral do ensino médio profissionalizante. Defendo a manutenção das universidades públicas gratuitas e, na área de Meio Ambiente, que todos os municípios tenham água tratada, coleta e tratamento de esgoto.   

Roberto Massafera foi prefeito de Araraquara e atualmente exerce o terceiro mandato como deputado estadual.
ROBERTO MASSAFERA
Nome da urna: Roberto Massafera 
Partido: PSDB
Número: 45477 
Idade: 74 anos
Profissão: Deputado 
Conheça o histórico enviado pelo candidato:  

Roberto Massafera tem mais de 30 anos de vida pública transparente. Possui um histórico de mandatos limpos, político ético e ficha limpa. Atualmente é deputado estadual em seu terceiro mandato, engenheiro civil de formação e agricultor há 35 anos. Casado e pai de duas filhas.  

Iniciou sua participação na vida política do País nos movimentos estudantis da década de 1960 durante o curso de engenharia civil na USP São Carlos, seu meio de luta pela redemocratização do País.  

Entre 1987 e 1988 foi secretário-adjunto de Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo do governo Orestes Quércia. Ajudou a implantar os atuais Parques Tecnológicos e a política de autonomia administrativa e financeira das universidades estaduais paulistas: USP, Unesp e Unicamp.  

Em 1992, elegeu-se prefeito de Araraquara. Implementou políticas sociais em áreas estratégicas como Saúde, Educação, Habitação e Transporte Público. Encerrou seu mandato em 1996 com altos índices de aprovação popular.  

Como deputado estadual, elegeu-se pela primeira vez em 2006 pela Região Central do Estado de São Paulo. Desde então, tem lutado pelo desenvolvimento social e econômico dos municípios.  

Auxilia as cidades na liberação de recursos junto ao governo do Estado em áreas como Educação, Saúde, Habitação, Saneamento, Rodovias e Infraestrutura Urbana. Seu mandato foca também a geração de emprego e renda através da qualificação profissional e do desenvolvimento sustentável.  

Já participou de todos as comissões permanentes da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, tendo se destacado na presidência da CPI da Pílula do Câncer (fosfoetanolamina); e como membro das CPIs da Telefonia Móvel e do Transporte Ferroviário.




Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook