ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

Eleições

Célio Franco quer ética na política e elege saúde e educação como bandeiras

Em sabatina ao ACidadeON, candidato a federal pelo PDT afirma que defenderá prioridade dos investimentos públicos para saúde e educação

| ACidadeON/Araraquara

Célio Franco é engenheiro e candidato a deputado federal pelo PDT. (Foto: Divulgação)
 

Candidato a deputado federal pelo Partido Democrático Trabalhista, Célio Franco é o quarto postulante à Câmara Federal que apresenta ao eleitor suas propostas. A sabatina publicada nesta sexta-feira (14) faz uma análise, sobre o ponto de vista do candidato, da conjuntura política e apresenta soluções para as questões que afligem o eleitor de nossa cidade e região. 

O objetivo do ACidadeON é contribuir para que o eleitor tome a melhor decisão na hora do voto, apresentando aos leitores o que pensa cada um dos 22 postulantes com domicílio eleitoral na Morada do Sol sobre as diferentes questões levantadas nestas eleições. É possível ter acesso a todo o material publicado e entrevistas em nosso hotsite de eleições. Confira a entrevista com Célio Franco:   

ACidadeON: Em sua avaliação, o que faz um deputado? Explique o que motivou sua participação nas eleições 2018.

Célio Franco: Um deputado, assim como qualquer outro governante - legislativo, executivo e judiciário -, deveria zelar pelos interesses do povo, o que infelizmente não se faz no Brasil há décadas. Deputado não deve servir apenas para fazer Leis, em sua maioria ridículas e dispensáveis, que só servem para atazanar ainda mais a paciência do povo que trabalha. É uma métrica idiota. Pois deveria sim servir ao seu estado e a seu país, muito mais que atender aos interesses específicos de determinados grupos ou comunidades.

Minha participação nas eleições de 2018 é motivada pelo profundo asco que passei a nutrir pela politicalha nacional, multiplicada após os escândalos e mais escândalos da última década e pela certeza de que só teremos um Brasil melhor elegendo gente muito melhor para ocupar o lugar das pessoas de 'má índole' que lá se encontram há décadas, passando o bastão de pai para filho.

Se queremos um Brasil melhor, temos que ter a coragem de iniciar a sua construção, com muito trabalho e pelo alicerce. Não dá para iniciar pelo telhado, como tantos insistem, copiando países europeus que já edificaram os seus alicerces e paredes com suor.

ACidadeON: Em meio à crise moral e política que vive o País, bem como a descrença dos eleitores no poder de transformação da política, como pretende se diferenciar em meio as opções que se apresentam?

Célio Franco: Minha diferença é, claro, pautada pela minha vida pública e profissional, e pelos valores que defendo há décadas. Sem medo de enfrentar interesses poderosos na defesa do trabalhador e do povo. Meu slogan de campanha, que reflete o que sigo, foi definido há mais de cinco anos: ética sempre! Corrupção nunca!

Como já asseverei oral e por escrito a muitos: não podemos mais acreditar apenas em textos ou discursos bonitos de candidatos e candidatas, pois todos se apresentam como santos e santas. Devemos procurar o quê e desde quando cada um faz em sua vida, e quais valores defende desde sempre, não apenas de forma oportunista numa campanha eleitoral.

A desesperança, mais grave que a descrença de nosso POVO, é uma das coisas contra as quais os formadores de opinião deveriam lutar incessantemente (mormente a grande mídia, que não o faz por razões óbvias), porquê dessa desesperança se valem os oportunistas para sua perpetuação no poder, haja vista que usam o enorme capital acumulado (muito de desvios do dinheiro público), para patrocinarem suas próprias candidaturas, arrebanhando milhares de 'seguidores famintos' e seus votos, com o dinheiro que investem em campanhas milionárias.

ACidadeON: O deputado é eleito para representar todo o estado de São Paulo. Porém, muitos priorizam uma região ou área para seu mandato. Qual será a sua?

Célio Franco: Na minha visão o deputado federal é eleito, lógico que por um estado ou região, mas principalmente para defender os interesses de toda a nação brasileira. Todavia, lógico que sem descuidar dos interesses do estado e da região quando esses não estiverem em conflito com os interesses do Brasil. Um contraexemplo que cito disso foi o grotesco episódio dos royalties do petróleo, onde grande parte do Congresso Nacional se assemelhou a `bandos de piratas' lutando pela maior parte de um butim para os seus, sem sequer se debruçar sobre o conceito original do termo royalty e seu plural, muito menos sobre os interesses do País.

Ou deixamos de ter como povo esse pensamento restrito e mesquinho de grupos de interesse, baseado no voto dependendo do que você vai fazer pela nossa turminha', ou nunca edificaremos uma verdadeira e próspera nação. Um congressista de verdade deve ter coragem, boa formação, boa assessoria e muito altruísmo em prol do Brasil e do povo brasileiro.

ACidadeON: Caso eleito, como pode contribuir para solucionar questões que afligem o povo de Araraquara, como por exemplo, a falta de recursos para a saúde, o problema de aprendizado dos estudantes e valorização dos profissionais da educação, a falta de recursos para infraestrutura e o desemprego?

Célio Franco:
Peço desculpas, mas na minha leitura esses são problemas que afligem e muito todo o povo brasileiro e não somente o de Araraquara e região, que nele está contido. Como digo em minha campanha: temos mais uma vez na ponta dos dedos o poder de demitir todos os pilantras que assassinaram nossa esperança e colocar no lugar gente muito melhor, que esteja preocupada em resolver os problemas reais do nosso povo.

Se assim o for e elegermos pessoas melhores, não somente no Congresso Nacional e Assembleias Estaduais, mas também no executivo dos estados e do Brasil, independentemente de partidos e ideologias, com certeza essa gente melhor estará preocupada em se debruçar sobre as causas raízes dos medonhos problemas enfrentados hoje na saúde, educação, emprego e infraestrutura, entre outros, e não apenas se contentar com `work around` (do popular `gambiarras`) em temas tão delicados.

Tenho feito alguns vídeos pequenos, um dos últimos trata um pouco a minha visão sobre a saúde, com uma proposta que pretendo defender no Congresso para resgatar o RESPEITO devido ao povo que procura pela saúde pública E que não merece ser tratado pior que os animais.

Minha promessa a todos os cidadãos do estado de São Paulo, e também do Brasil, é lutar durante todo o meu mandato para que edifiquemos os alicerces de uma verdadeira nação e sem dúvida alguma, pertencem a este alicerce a saúde, a educação e o emprego digno, sem os quais tudo vira somente utopia. Quanto a educação especificamente, como professor, tenho uma preocupação especial que pode ser resumida em dois aspectos: a disciplina é irmã inseparável da educação; um professor qualificado, bem pago e motivado, educa e instruí até mesmo na sombra de uma árvore. Sem o foco no professor, nada vai melhorar em termos de qualidade na educação pública.

ACidadeON: Cada deputado federal custa R$ 2 milhões ao ano para o contribuinte. São R$ 33.763 de salários e cada um pode contratar até 25 funcionários para seus gabinetes com custo de até R$ 106.866,59. Na sua avaliação, o Congresso custa mais do que produz? Abriria mão de algum benefício ou mimo se eleito?

Célio Franco: Sem entrar no mérito dos números apresentados, entendo com toda certeza, que historicamente os nossos governos (executivo, legislativo e judiciário), custam muito mais do que produzem para o povo. De outro lado, considero que todos devem ter salários dignos, exatamente para que se possa cobrar qualidade nos serviços, e para que trabalhadores também possam estar nos governos, não apenas milionários que 'generosamente' abrem mão de salários e outros benefícios. Isso vem sendo vendido ao povo de modo bastante esperto por esses interesses que querem afastar os mais humildes dos governos.

Independentemente dessa postura, sou gerente de projetos e fanático pelo verdadeiro PDCA, popularizado por Deming e dentro dessa premissa entendo que os governos brasileiros precisam ser otimizados. Usando o enunciado, podemos começar com uma pergunta básica: Será que cada deputado precisa mesmo de 25 funcionários em seu gabinete? O que faz cada um desses funcionários? Fazem por merecer os salários que ganham? O que produzem de útil para o nosso povo?

Na minha leitura, um problema muito maior, urgente e maléfico ao povo em um primeiro momento (volto a insistir na construção dos alicerces), está em combater diuturnamente a corrupção em todos os escalões de governo, haja vista que os valores desviados da saúde, educação e empregos são milhões de vezes maiores que as citadas 'mordomias' que devem sim ser reduzidas e otimizadas paulatinamente até chegarmos na meta do que hoje vemos em países europeus, onde parlamentares não têm mordomia alguma, apenas se apresentam e têm um custeio para servir ao seu povo, contribuindo com suas inteligências durante um ou dois mandatos apenas, sem quaisquer outros interesses a menos de serem úteis aos seus.

ACidadeON: De forma resumida, cite ao menos três coisas que defenderá na Câmara Federal.

Célio Franco: Difícil reduzir e resumir em apenas três, quando há tantos problemas e temas da mais alta importância que devem ser enfrentados por todos os eleitos, mas vamos tentar:
(1) Defesa da ÉTICA e Combate à Corrupção;
(2) Defesa da democracia e do trabalho digno;
(3) Educação e Saúde de Qualidade, em respeito ao nosso povo.

CÉLIO DA SILVA FRANCO
Nome da urna: Célio Franco
Partido: PDT
Número: 1299
Idade: 59 anos
Profissão: Engenheiro
Carreira: É a segunda vez que disputa um cargo eletivo. Em 2004, pelo Partido Verde, foi candidato a uma vaga na Câmara Municipal e obteve 533 votos.


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook