Aguarde...
Auto ON

Auto ON

Italiana Filippis foi a primeira mulher a pilotar um Fórmula 1

A primeira mulher a correr e subir ao podium foi a italiana Maria Teresa de Filippis. A italiana morreu em 2016

| Auto ON

 

Maria Teresa de Filippis a bordo de um Maserati

Este final de semana começou o Campeonato Mundial de Fórmula 1, com mais uma vitória de Louis Hamilton, da Mercedes-Benz. E mais uma vez, não existe nenhuma mulher no grid de largada. A primeira mulher a correr e subir ao podium foi a italiana Maria Teresa de Filippis. Nascida em Nápoles, no ano de 1926, foi para o automobilismo para vencer um grande desafio.    

Vitória de Maria Teresa de Filippis em 1948

Em 1948, com 22 anos, fez sua primeira participação nos 10 km Salerno-Cava de Tirreni, na classe de 500 centímetros cúbicos da categoria de carros de turismo, e ganhou a prova. Com essa vitória, Maria Teresa decidiu "pular" de categoria e foi para 750 centímetros cúbicos no ano seguinte.  

Em 1953 e 1954, começou a pelotar um Osca 1.100 centímetros cúbicos e venceu várias provas: 12 Horas de Pescara, o Trullo dOro, a Catania-Etna, Caserta e Syracuse.  

No ano seguinte, em 1955, Filippis passou a pilotar um Maserati 2.000 A6GCS. Teve vários acidentes, mas também várias vitórias e o vice-campeonato.   

Maria Teresa de Filippis a única mulher que venceu na F1

Na de Catania-Etna, além de vencer, também fez o melhor tempo. O recorde demorou três anos para ser batido.
Em 1955 chegou à Fórmula 1 com um Maserati 250F, de uma equipe particular. Fez sua estréia no Campeonato do Mundial de Fórmula 1 na Bélgica.  

Várias mulheres correram na Fórmula 1, mas Maria Teresa de Filippis (1958 - Maserati e 1959 - Behra) foi a primeira. Outras mulheres correram na categoria máxima do automobilismo: Lella Lombardi (1974/75/76 nas equipes Brabham, March e Williams); Giovanna Amati (1992 - Brabham); Divina Galica (1976 - Surtees e 1978 - Hesketh); Desiré Wilson (1980 - Williams); Susie Woff, 2012- Williams e Tatiana Calderón (2017 Sauber), entre outras. 

Maria Teresa de Filippis faleceu na Itália em 2016