Aguarde...
Auto ON

Auto ON

Quatro campineiros da família Negrão vão disputar o Endurance

Guto Negrão corre em Goiânia torcendo pelo filho André, que integra a equipe Alpine em Spa-Francorchamps, no Mundial de Endurance

| Auto ON

 

Piloto campineiro André Negrão a bordo da Alpine A480 LMP1
Enquanto pai e filho estarão dividindo o mesmo carro no campeonato brasileiro de Endurance, os campineiros Xandy e Xandinho Negrão, outro pai e filho da mesma família, André e Guto Negrão, estarão na pista também. No mesmo dia, na mesma modalidade, nos mesmos horários, só que em pistas e continentes distintos.   

Guto Negrão e seu filho André farão neste sábado (01.05) suas respectivas estreias em campeonatos de endurance disputados por supercarros. Enquanto André correrá pela primeira vez na categoria Hypercars defendendo a equipe francesa Alpine nas 6 Horas de Spa-Francorchamps, na Bélgica, Guto abrirá sua temporada no Império Endurance Brasil, que inicia sua temporada em Goiânia com uma etapa de quatro horas de duração.   
 
Piloto campineiro André Negrão
"Muito legal que meu pai esteja seguindo com a carreira dele também", disse André Auto On. "Ele foi o meu grande incentivador e se hoje estou aqui é por que eu acompanhava desde pequeno as corridas dele em várias categorias importantes, como a Stock Car. Daqui da Bélgica, vou mandar boas energias pra ele lá em Goiânia. E é lógico que ele vai torcer por mim aqui. Que seja um grande final de semana pra nós dois", completa André, de 28 anos, que já soma um título de campeão no Mundial de Endurance e duas vitórias em Le Mans, principal prova do campeonato títulos conquistados na categoria LMP2.

Dia especial

A prova em Spa será disputada das 8h às 14h30 no horário de Brasília, enquanto a abertura do Endurance Brasil em Goiânia terá início às 13h, fazendo com que por uma hora e meia os dois pilotos estejam competindo simultaneamente. "É uma coincidência curiosa e fico imaginando que, se o André vencer em Spa, a minha equipe aqui no Brasil vai me avisar. Se estiver ao volante, vou ter que segurar a emoção", diz Guto Negrão. "Mas a verdade é que este será um dia especial para a gente, com o André lá na Europa no auge de sua carreira e eu aqui, fazendo o que gosto e que sempre nos uniu como pai e filho. Melhor que isso seria estarmos no mesmo carro. Espero que isso aconteça no futuro", completa Guto Negrão.   

Piloto campineiro Guto Negrão
André Negrão é o único não-francês da equipe Alpine, que também conta com os pilotos Nicolas Lapierre e Matthieu Vaxivière. O brasileiro conduzirá um modelo Alpine A480 LMP1 com motor Gibson V8 aspirado de 4,5 litros e 625 cv.  

"É um carro muito eficiente, em especial na parte aerodinâmica. Por exemplo, mesmo com 900 quilos de peso, se houvesse um túnel que possibilitasse que o Alpine subisse por suas paredes e chegasse ao teto, ele seria capaz de andar de ponta-cabeça ao atingir apenas 160km/h. É surpreendente", revela André.

Juntamente com o experiente piloto Allan Helmeister, Guto Negrão conduzirá o Protótipo Giaffone Racing preparado pela JDavid Team. Utilizando tecnologia da empresa que constrói os Stock Cars, este carro fará sua estreia em corridas utilizando um motor V8 aspirado de 6,8 litros, capaz de produzir 550 cavalos.   

Piloto campineiro Guto Negrão a bordo do Protótipo Giaffone

"É um carro rápido e será incrível ser um dos pilotos escolhidos para conduzi-lo em sua primeira corrida. Estamos otimistas para essa prova", diz Guto Negrão.