Aguarde...

auto-on

Honda Pop 110i e Triumph Rocket 3: entre Davi e Golias

Honda Pop 110i e Triumph Rocket 3 representam bem os extremos do universo das duas rodas

| ACidade ON

por Aldo Tizzani, do "MinutoMotor"
especial para a AutoMotrix

 

Trabalho, mobilidade urbana ou simplesmente lazer. Em função de sua versatilidade, as motocicletas se encaixam perfeitamente nesses três temas. Em tempos de pandemia da Covid-19, a moto e os profissionais que a usam estão na linha de frente para oferecer transporte rápido, eficiente e barato para entregar remédios ou simplesmente levar alimentos para as famílias em suas residências. Ao lado delas, nas ruas e estradas brasileiras, já circulam novamente aquelas pessoas abonadas que tem na moto um "brinquedo de adultos", se permitindo desfrutar de novas experiências e conhecer novos lugares.   

Nesse "duelo de extremos" entre os modelos populares de trabalho e os aristocráticos de lazer, impressionam os contrastes quando se coloca frente à frente a pequena Honda Pop 110i e a parruda Triumph Rocket 3, que chega no segundo semestre. Trata-se uma espécie de disputa entre "Davi e Golias" no mercado de duas rodas. Os modelos apresentam propostas de uso completamente distintas, isso sem falar na arquitetura construtiva absolutamente diferenciada. Curiosamente, uma rara identidade entre as duas motocicletas está na autonomia ambas rodam cerca de 200 quilômetros com um tanque cheio.
A Pop, como o próprio nome sugere, é a moto mais popular da Honda. Pode rodar 50 quilômetros com um litro de gasolina e custa módicos R$ 6.326 (frete não incluso). Com preço de 21.900 euros em alguns países da Europa cerca de R$ 133 mil na conversão direta , a Rocket 3 está equipada com o maior motor do mundo para uma moto produzida em série. Com uma única unidade da roadster inglesa daria para comprar cerca de vinte Pop zerinho, zerinho e, quem sabe, começar um novo negócio de entregas rápidas.  

A Rocket 3 conta com propulsor de três cilindros em linha e exatos 2.458 cm³ de capacidade, 167 cavalos de potência máxima e incríveis 22 kgfm de torque, já disponíveis a 4 mil giros. A moto faz de zero a 100 km/ h em apenas 2,73 segundos. Já a função da Honda Pop 110i é simplesmente fazer um trabalho e chegar ao destino. Para tal, conta com um moderno motor de um cilindro, equipado com injeção eletrônica de combustível e 109,1 cm³ de capacidade. Configuração que deixa a Pop 110i "espertinha", isso em função de sua potência (7,9 cavalos) e de seu torque (0,90 kgfm). Ou seja, o motor da Rocket 3 é vinte e uma vezes mais potente do que o da "motinha" da Honda.  

Em termos tecnológicos, a muscle bike inglesa traz com um completo painel em TFT, cinco modos de pilotagem e freios ABS. Além de piloto automático e assistente de rampa. Enquanto isso, a quarta moto mais vendida no Brasil usa freios combinados (Combined Brake System), que são um bom aliado, principalmente para os pilotos iniciantes. A Pop tem 74,5 centímetros de largura, 103,3 centímetros de altura e pesa 87 quilos (a seco). Parece uma moto de brinquedo ao lado da Rocket 3, que pesa 291 quilos e tem 88,9 centímetros de largura e 106,5 centímetros de altura (sem os retrovisores). A moto inglesa pesa mais de três vezes o número da Popzinha.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON