Aguarde...

auto-on

Álcool e gasolina continuam subindo na região sudeste

Gasolina tem aumento de 1,5% na Região Sudeste e encerra 2020 com valores similares ao período pré-pandemia

| Auto ON

Aumentam os combustíveis na região Sudeste
 E a gasolina continua subindo na região Sudeste. O aumento foi 1,5% e está encerrando 2020 com valores similares ao período pré-pandemia. O combustível fechou dezembro com a média de R$ 4,713 para o litro e já está mais cara do que a comercializada no mês de março, quando figurou com o valor de R$ 4,702.  


Segundo o Índice de Preços Ticket Log, o etanol apresentou valor ainda maior no período e está quase 2% mais caro no fechamento de dezembro, com o litro sendo comercializado na média de R$ 3,600. Embora tenha apresentado maior aumento, a região segue dividindo os estados na relação 70/30, que compara o combustível mais vantajoso.
 
"No Espírito Santo e no Rio de Janeiro, a gasolina compensou mais no bolso do consumidor. Em São Paulo e Minas Gerais, o etanol levou vantagem no abastecimento", pontua Douglas Pina, executivo da Edenred Brasil.  

Ainda no detalhe dos estados, Minas Gerais segue liderando com os valores mais altos para o diesel comum (R$ 3,793), o diesel S-10 (R$ 3,871) e o Gás Natural Veicular (GNV), comercializado a R$ 3,423. O Rio de Janeiro leva os preços mais altos para o etanol (R$ 4,155) e a gasolina (R$ 5,027). Já São Paulo figura como o estado mais barato para abastecer com todos os combustíveis. O diesel comum foi encontrado na média de R$ 3,594, o diesel S-10 a R$ 3,676, o etanol a R$ 3,073, a gasolina a R$ 4,349 e o GNV a R$ 2,968.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON