Aguarde...
Auto ON

auto-on

Novo McLaren Artura acelera de 0 a 300 Km/h em 21 segundos

Bateria híbrida compacta usa tecnologias de refrigeração líquida desenvolvidas para o McLaren Speedtail

| Auto ON

 

Novo McLaren Artura híbrido
Com os números de aceleração confirmados, o novo trem de força híbrido de alto desempenho do McLaren Artura estabelece novos padrões de desempenho, com base nos níveis de excelência definidos pelo pioneiro McLaren P1 - o primeiro hipercarro híbrido do mundo - e pelo Speedtail Hyper-GT.  

O avançado trem de força a gasolina e elétrico do Artura oferece uma combinação incomparável de resposta do acelerador, aceleração e capacidade apenas elétrica com zero emissões. Ele foi projetado para garantir que o novo supercarro da McLaren se sobressaia em todo o espectro de experiências de direção, desde as deslocamentos urbanos diários até as sessões em track days ou competições.  

"O trem de força eletrificado superleve e totalmente novo do McLaren Artura está na vanguarda da tecnologia híbrida de alto desempenho, projetado para oferecer todas as vantagens da combustão interna e da energia elétrica em um único pacote e estabelecer novos padrões de desempenho combinado e eficiência na classe de supercarros. O projeto, a partir de uma folha em branco, do Artura nos permitiu focar em como tornar essa potência acessível ao piloto e fornecer os níveis de engajamento esperados de um McLaren", Geoff Grose, engenheiro-chefe, McLaren Automotive.
Minimizar o peso foi a chave para o design do novo trem de força. Isso é extremamente importante em um supercarro eletrificado, além de estar absolutamente alinhado com a filosofia da McLaren de engenharia superleve que é fundamental para o desempenho, agilidade e envolvimento do motorista inerente a cada McLaren.   
 
Motor a combustão V6 do McLaren Artura híbrido

Rompendo com a convenção V8 estabelecida desde o primeiro superesportivo da McLaren Automotive, o 12C, no coração do Artura está um motor de combustão interna V6 de três litros totalmente novo, gerando 585 cavalos e 585 Nm de torque. O novo motor é mais estreito que o V8 biturbo de 4 litros que equipam outros modelos da McLaren - e também 50 kg mais leve.   
 
Motor elétrico do McLaren Artura híbrido
O motor V6 aciona as rodas traseiras por meio de uma nova transmissão de oito marchas selada, também projetada para ser compacta. O comprimento do conjunto de engrenagens foi reduzido em 40 mm, auxiliado pelo uso de uma embreagem embutida em vez de uma unidade paralela e também pela remoção da marcha à ré, função agora alcançada pelo motor elétrico do Artura girando na direção oposta.  

O motor elétrico é outro ponto referencial do Artura. Seu tamanho é semelhante ao de um disco de freio McLaren e, com apenas 15,4 kg, pode gerar até 95 cavalos e 225 Nm, bem como permitir viagens de até 30 quilômetros em modo elétrico.  

Dados de desempenho 
De 0 a 100 km/h: 3,0 s
De 0 a 200 km/h: 8,3 s
De 0 a 300 km/h: 21,5 s
¼ milha (400 metros): 10,7 s
Velocidade máxima (limitada eletronicamente): 330 km/h