Publicidade

Auto ON

Evento vai discutir nova fonte de energia limpa para veículos

O tema do evento, "Híbrido Etanol: O Motor do Futuro, se baseia no momento vivido pela indústria automobilística global,

| Auto ON -

 

A Toyota produz o primeiro motor flex híbrido do mundo
No próximo dia 6 de outubro, a partir das 9, será realizado o evento "Híbrido Etanol: O Motor do Futuro - Uma agenda de desenvolvimento, emprego e sustentabilidade", um encontro que será voltado para as discussões em torno de uma nova fonte de energia limpa para automóveis. O encontro será no Centro de Eventos de Araraquara e Região (CEAR).   

Por conta da pandemia da Covid-19, a atividade contará com público reduzido e será transmitida ao vivo pelo Grupo EP, por meio do site motordofuturo.com.br, com compartilhamento nas redes sociais da Prefeitura de Araraquara.

Participarão do evento pesquisadores, representantes das entidades dos trabalhadores, a direção da Volkswagen e da Toyota (duas das maiores indústrias automobilísticas do mundo), além de representantes da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) e representantes de sindicatos da área automotiva.   

O evento foi dividido em três painéis com os temas: "Carro híbrido a etanol (desafios e oportunidades da academia ao mercado)", "Carro híbrido: Um conceito sustentável - Carro elétrico é mesmo sustentável?" e "O novo ciclo do etanol: Qual o caminho para o etanol se consolidar como principal fonte sustentável de energia para o futuro?".

O Brasil, que há décadas já utiliza o etanol como combustível limpo, é classificado como a primeira economia sustentável com base em biocombustíveis do mundo e seu etanol de cana-de-açúcar é considerado o combustível alternativo mais bem sucedido até o momento.   

Entretanto, a indústria automobilística global passa atualmente por uma de suas maiores reinvenções e caminha para um futuro dominado pelo carro elétrico. A novidade, que norteará o encontro, é o desenvolvimento de veículos híbridos elétricos com propulsor a combustão flex ou movido exclusivamente a etanol.

A ideia envolve um sistema que transforma o etanol em hidrogênio para alimentar a bateria elétrica. Assim, esses veículos não teriam a necessidade de serem carregados na tomada e teriam a vantagem de ter uma pegada de carbono menor do que a dos veículos somente elétricos, desde a fabricação até o descarte, o que seria de extrema relevância no atual momento em que a preocupação com o meio ambiente é uma das prioridades exigidas pelo mercado.

A organização do encontro será da Prefeitura de Araraquara e a realização, além da própria Prefeitura, conta também com o CEAR, a Federação dos Sindicatos de Metalúrgicos da CUT-SP (FEM-CUT/SP) e o Instituto de Química da Unesp Araraquara (CEMPEQC). O evento conta com o apoio da EPTV, A Cidade On Araraquara, G1, CBN Araraquara, Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Consórcio de Municípios da Região Central do Estado de São Paulo, Volkswagen, Toyota e Unica.

Mais notícias


Publicidade