Publicidade

Auto ON

Automóveis envolvidos em recall teve um aumento de 106,6%

O terceiro trimestre registaram um aumento de 106,6% na quantidade de modelos envolvidos, em comparação com 2020

| Auto ON -

 

O recall é obrigatório para o fabricante e consumidor
Em apenas três meses, 124 modelos sofreram recall. O balanço do terceiro trimestre de 2021, feito com base em 21 campanhas monitoradas, mostra que quatorze montadoras realizaram campanhas de recalls.

A Porsche fez quatro, Volkswagen, três, e Audi e Land Rover, duas, lideram o trimestre em número de campanhas realizadas.  

Em comparação com o mesmo período de 2020, dados do balanço mostram que houve redução de 16% no quesito campanha e um acréscimo de 106,6% na quantidade de modelos envolvidos em chamamentos.  

Entre as principais razões que motivaram os recalls no terceiro trimestre deste ano, estão problemas em airbag, freio e componentes ligados à alimentação, que contabilizaram quatro campanhas cada; sistema elétrico e suspensão, com duas campanhas cada; e software, motor, transmissão, banco e direção, com uma campanha cada.

Em julho de 2021, foram seis campanhas realizadas para veículos de quatro marcas: Peugeot, Land Rover, Audi e Porsche. Em agosto, Nissan, Porsche, BMW e Chevrolet foram as responsáveis por quatro campanhas. Em setembro, Fiat, Suzuki, Volkswagen, Citroën, Subaru, Audi, Ford, Porsche e Volvo realizaram onze campanhas.Os números são da Papa Recall. (AF)

O recall no Brasil cumpre determinação descrita na Lei nº 8.078/90 do Código de Defesa do Consumidor (CDC), que estabelece a obrigatoriedade de o fornecedor garantir a segurança de itens e serviços comercializados, sem que estes apresentem alto grau de risco à saúde ou segurança dos brasileiros.   

Após feita a comunicação de defeito pelo fabricante do veículo, o usuário deve entrar em contato com o fornecedor para que sejam realizados os devidos reparos no automóvel. Não há nenhum tipo de custo adicional ao proprietário do veículo.




Mais notícias


Publicidade