Aguarde...

auto-on

Aceleramos o Audi R8 que atinge 330 quilômetros por hora

AutoOn acelerou no autódromo da Fazenda Capuava diversos esportivos da linha RS da Audi

| Auto ON


 

 

A estrela do teste era o superesportivo Audi R8, que chega à velocidade máxima de 330 km/h (Foto: Divulgação)

Acelerar numa pista diversos modelos da linha esportiva Audi RS, deixa qualquer pessoa animada. E foi o que aconteceu. Acelerei no Autódromo Capuava em Indaiatuba, interior de São Paulo, os novos modelos RS 6, RS 7, RS Q8, RS Q3 e R8. Comecei minha avaliação com os SUVs RS Q3 e RS Q8, os quais deverão ser os mais vendidos da linha em nosso mercado. O SUV menor, o RS Q3, que custará R$ 465.990, marca a estreia da carroceria Sportback por aqui e conta com motor cinco cilindros de 2.5 litros turbo que desenvolve 400 cavalos de potência máxima e 48,9 mkgf de torque máximo. E ele surpreendeu na pista. Teve ótima arrancada e transmitiu a sensação de esportividade, com o motor e câmbio Stronic de sete marchas com sistema de dupla embreagem, mesmo para este SUV compacto.  

Lançado no ano passado, o SUV Audi Q8 ganha a sua versão esportiva, a RSQ8. (Foto: Divulgação)
 

O RS Q8, como o próprio nome deixa parecer, é enorme e pesado, com cerca de 2,5 toneladas. É avistado de longe na pista, mas suas reações surpreendem de forma positiva. Acelera quando acionado e freia com firmeza. Os freios são de carbono-cerâmica. A engenharia optou para este modelo pelo motor V8 de 4.0 litros biturbo de 600 cavalos e 81,6 mkgf de torque máximo. Sim, escrevi certo, 600 cavalos para um SUV. O câmbio é automático Tiptronic de 8 marchas. Com seu conjunto, acelera de 0 a 100 km/h em apenas 3,8 segundos. Mas tudo tem um preço e para o RS Q8 parte de R$ 902.990.  

A perua familiar mais desejada e veloz do mundo, a RS6 ganhou uma nova geração. (Foto: Divulgação)

Foi a vez de pilotar os RS 6 Avant e RS 7 Sportback. Embora contem com a mesma motorização do RS Q8, ou seja, V8 de 4.0 litros biturbo de 600 cv e 81,6 mkgf de torque e o mesmo câmbio - automático Tiptronic de 8 marchas, com opção de trocas sequenciais pelas borboletas atrás do volante -, são mais dóceis na pista e são bem estáveis nas curvas. Vale destacar que os dois modelos, assim como o RS Q8, contam com o recurso do eixo traseiro dinâmico. Ou seja, até 60 km/h as rodas traseiras esterçam em direção oposta às dianteiras. Acima dessa velocidade, esterçam para o mesmo lado, oferecendo mais segurança. O preço do Audi RS 6 parte de R$ 793.990 e do RS 7, de R$ 839.990.Deixei por último o superesportivo R8. Era a cereja do bolo do evento. Afinal é um carro de pista homologado para andar nas ruas. O barulho do motor V10 de 5.2 litros aspirado com 610 cavalos de potência máxima a 8.100 rpm e 56 mkgf de torque máximo a 6.700 rpm é inconfundível. O modelo conta com 1.240 mm de altura, ajuste de suspensão, centro de gravidade baixo e posicionado próximo ao centro do carro. O "motorzão" é montado na posição central-traseira, deixando uma distribuição de peso igual entre os eixos. Para parar tanta potência é preciso um sistema de freios eficiente. Nos testes foi extremamente eficaz. 

De acordo com o fabricante o R8 acelera de 0 a 100 km/h em apenas 3,2 segundos e atinge a velocidade final de 330 km/h. E não poderia ser diferente, com essa motorização e o câmbio Stronic de 7 marchas com dupla embreagem com discos banhados a óleo. As trocas são perfeitas. O sistema lê a maneira esportiva que o piloto está conduzindo e prontamente seleciona a melhor marcha para aquela condição. E ao contrário. Nas reduções de marchas também efetua as trocas com eficiência.
Todos os R8 têm o pacote Performance. Por dentro, os bancos são do tipo concha, o encosto é fixo e há estrutura de fibra de carbono para diminuir o peso. Se a ideia for comprar o R8, o cliente terá que esperar um pouco mais. Isso porque as 25 unidades destinadas ao nosso mercado foram comercializadas em quatro dias. O preço? R$ 1.234.990.
Segundo a Audi do Brasil a expectativa é comercializar 330 carros da gama RS em 2020 por aqui. O que será bem provável, pois em diversos minieventos realizados com potenciais compradores nas últimas semanas, muitas vendas foram confirmadas. E a Audi acredita que com as inúmeras possibilidades de personalização oferecidas, dificilmente haverá modelos parecidos. A família RS não será limitada a esses cinco modelos. A Audi informou que virão ainda o RS 4 e o RS 5 para setembro de 2020, e o TT RS para novembro, junto com o RS 6, RS 7 e RS Q8. Já o RS Q3 chega em janeiro de 2021. (AF) 

Mais do ACidade ON