Publicidade

Auto ON

Fiat Pulse Impetus Turbo agrada pelo espaço interno e design

Avaliamos o Fiat Pulse, líder no segmento de SUVs, mas na versão topo de linha Impetus com preço de R$ 130.628

| Auto ON -

O design do Fiat Pulse atende a atual tendência do consumidor
*Antônio Fraga

O Auto On avaliou nesta semana para avaliação o Fiat Pulse na versão topo de linha Impetus Turbo 200 automático, com preço recém reajustado pela marca de R$ 130.628.

Vale destacar que este utilitário esportivo chegou aos concessionários Fiat em outubro do ano passado, caiu no gosto do consumidor, e em abril último assumiu a liderança no segmento dos SUVs, onde Jeep Compass, VW T-Cross, Hyundai Creta, Renault Captur, entre outros, disputam a preferência dos clientes.

O Pulse, embora a seis meses trafegando pelas ruas do Brasil, chama a atenção por onde passa. Consequência de seu estilo bem resolvido, desenvolvido pela equipe do Design Center South America da Stellantis, localizado no Polo Automotivo de Betim, região metropolitana de Belo Horizonte (MG). 
 
Fiat Pulse Impetus tem bom desempenho tanto na cidade como na estrada
Na dianteira, na ampla grade há o logo da marca com pequena bandeira italiana estilizada. Destaque para o suspensão elevada, para a segunda entrada de ar, para os arcos em torno dos pára-lamas e para os faróis de LED com frisos cromados de ponta a ponta.

Na traseira chamam a atenção as lanternas tridimensionais em LED com perfil elevado. Nas dimensões o Pulse é apenas um pouco maior que o Argo: 4,09 metros de comprimento, 1,57 metro de altura, 1,77 metro de largura e 2,53 metros de entre-eixos.

Aliás, do Argo o Pulse herdou apenas as portas. No interior, motorista e passageiros encontram muito conforto nos bancos em couro sintético com costura aparente. Encontram, ainda, detalhes de qualidade como os tons prata e cinza no painel, assim como a manopla de câmbio com a borda prateada. Falando em interior, o porta-malas acomoda 370 litros de bagagem, passando para 1.238 litros com os bancos traseiros rebatidos. 
 
O interior agrada e a tela sensível ao toque tem todas as informações
Entre os ítens de série da versão topo de linha Impetus está câmera traseira em alta definição com linhas adaptativas, sensor de estacionamento dianteiro, Gear Shift Indicator (Indicador de troca de marcha), retrovisores externos com rebatimento elétrico, ar-condicionado automático digital, console central com apoio de braço, porta-copos, porta-celular e porta-objetos, banco do motorista com regulagem de altura, piloto automático (Cruise Control), hill Holder (sistema ativo freio com controle eletrônico que auxilia nas arrancadas do veículo em subida), ADAS: AEB (Frenagem autônoma de emergência), LDW (Alerta de mudança involuntária de faixa) e AHB (Comutação automática de farol alto) e ASR (Controle eletrônico de tração).

Conta, ainda, com vidros elétricos dianteiros e traseiros com one touch e antiesmagamento, sensor de estacionamento traseiro, ESC (Controle Eletrônico de Estabilidade), iTPMS (Sensor de pressão dos pneus), travas elétricas com travamento automático a 20 km/h, Airbags (4) - Frontal (2), Tórax e Cabeça (2), Wireless Charger (Carregador do Celular por Indução), Central multimídia com tela de 10,1" touchscreen, Apple Car Play e Android Auto wireless, comandos de voz, Bluetooth, MP3, Rádio AM/FM, entrada auxiliar, porta USB (2): USB Tipo A e Tipo C, roda de liga leve R17 x 6,0 com acabamento diamantado e freios ABS.

Para mover o Pulse Impetus a engenharia optou por inaugurar o motor 1.0 GSE Turbo que desenvolve 130 cavalos de potência a 5.750 rpm quando abastecido com etanol e 20,4 mkgf de torque, entre 1.750 a 3.500 giros com etanol e gasolina.    
 
O porta malas do Fiat Pulse tem capacidade para 370 litros
Esse propulsor trabalha em perfeita harmonia com a transmissão automática CVT de sete velocidades com opção de trocas sequenciais nas aletas (paddles shifts) atrás do volante. Com esse conjunto o Pulse acelera bem e conta com excelente retomada, oferecendo segurança ao motorista.

O Fiat Pulse tem quase tudo para continuar agradando ao consumidor: tem um belo design, um bom motor (se bem que podia "roncar" menos em altas rotações), uma boa lista de equipamentos de série..., mas o preço de quase R$ 131.000 é salgado.  

Vamos aguardar os próximos meses para ver se continua na liderança do ranking dos SUVs mais emplacados. Isto porque os preços dos concorrentes estão entre R$ 110.000 e R$ 120.000. 







Publicidade