Publicidade

brasilemundo

Ativista transmite ao vivo abordagem policial racista no Rio

Ativista transmite ao vivo abordagem policial racista no Rio

| Estadao Conteudo -

O influenciador Júlio de Sá, ativista do movimento negro, registrou boletim de ocorrência após ter sido alvo de uma abordagem policial considerada racista no Centro do Rio. O episódio foi transmitido ao vivo aos seus mais de 194 mil seguidores na página Carioquice Negra no Instagram.

Responsáveis pela defesa do influenciador, os advogados Joel Luiz Costa e Djeff Amadeus, do Instituto Defesa da População Negra (IDPN), registraram o caso como crime de preconceito. Costa classificou a ação policial como 'violenta e arbitrária'.

No vídeo, dois policiais militares do Centro Presente, força-tarefa de policiamento de proximidade que atua na região central do Rio, abordam o influenciador na saída de uma loja de departamentos alegando que ele teria um 'volume na cintura'. Os agentes também tentam justificar a abordagem dizendo que Júlio 'saiu muito rápido' do estabelecimento e 'não comprou nada'. A ação aconteceu na tarde da última quarta-feira, 17.

"Duas horas da tarde. Eu tenho certeza que se fosse tarde da noite, a situação como foi, talvez eu não teria nem tempo para abrir uma live para falar o que está acontecendo", afirma o influenciador na gravação. Após o episódio, ele contou que decidiu fazer a transmissão ao vivo para se defender. "A primeira avaliação feita é a cor da pele", lamenta Júlio.

Depois que o influenciador contestou a justificativa da abordagem e se recusou a informar seus dados aos policiais, eles chamaram reforço de mais quatro agentes para conduzi-lo contra a vontade até a 5.ª DP (Centro). Ao ser questionado sobre o motivo da condução, um dos policiais militares diz que o influenciar 'incorreu no crime de desobediência'.

"O senhor está desobedecendo uma ordem legal que está sendo dada do senhor. É só identificação, o senhor não quis, então o senhor está incorrendo no crime de desobediência. Aí lá na delegacia o senhor vai tomar melhor ciência do fato", responde.

Diante da resistência do influenciador em entrar sozinho na van com os policiais, os agentes dizem que ele está 'caçando quizumba' e 'vai entrar, por bem ou por mal'. "Eu não quero usar de meios de força", afirma um dos agentes.

Em nota, a PM do Rio informou que, na delegacia, 'nada foi constatado' e o influenciador foi liberado. A corporação também afirma que 'as abordagens policiais são realizadas conforme previsto em lei'. "Os policiais e agentes da operação são orientados e a cor da pele não é escolha para abordagem policial", diz o texto.

COM A PALAVRA, A POLÍCIA MILITAR DO RIO

"Os policiais do Centro Presente estavam patrulhando a região na tarde de ontem (17) quando suspeitaram de um rapaz que, segundo eles, demonstrou insatisfação com a aproximação policial e pareceu querer se desvencilhar dos agentes entrando em uma loja.

Os policiais se aproximaram do rapaz e pediram que ele se identificasse, mas ele se recusou e foi conduzido à delegacia, conforme procedimento padrão. Na DP ele foi identificado, nada foi constatado e foi liberado em seguida

Vale ressaltar que o foco da Operação Segurança Presente é o atendimento à população e as abordagens policiais são realizadas conforme previsto em lei. Os policiais e agentes da operação são orientados e a cor da pele não é escolha para abordagem policial.

As abordagens não são pautadas por cor da pele, orientação sexual, religiosa, de gênero ou qualquer fator pessoal, mas a partir de denúncias ou comportamentos que podem representar algum risco à coletividade"

Publicidade

Últimas Notícias

Holanda detecta 61 casos em voos da África do Sul, onde variante preocupa
Ministério Público de MG recorre de decisão que transfere julgamento de Brumadinho
Anvisa recomenda restrigir voos da África do Sul e mais 5 países por variante
Com variante do coronavírus, Europa e Ásia reforçam fronteiras
Reino Unido proíbe voos da África do Sul devido a novas variantes
TJSP decreta despejo de Naji Nahas de casa de 5 mil metros quadrados nos jardins
João de Deus é condenado a mais 44 anos de prisão por estupro de quatro mulheres
Fazendeiro recebe nova multa de R$ 1,45 milhão por maus-tratos a búfalos
Conass: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos de covid-19 em 24h
Portugal volta a exigir o uso de máscara e teste de covid-19 para viajantes
Reino Unido e França prometem aumentar cooperação após naufrágio de imigrantes
No segundo turno das eleições no Chile, um embate de radicais
Reino Unido e França prometem aumentar cooperação após naufrágio de imigrantes
África do Sul identifica nova variante do coronavírus com alto número de mutações
Por mim, não teria carnaval, diz Bolsonaro; cidades avaliam realização da festa
Justiça Federal em SE vai julgar ações sobre derramamento de óleo em águas do NE
Alemanha supera 100 mil mortes por covid-19 e tem recorde diário de casos
Delegado da PF é eleito vice-presidente da Interpol nas Américas
Mourão: ação de garimpeiros no Rio Madeira pode ter apoio do narcotráfico
IBGE diz que mortes por covid ainda serão incorporadas em próxima pesquisa

Publicidade

Viu Essa?

Juliette namorando o ex de Anitta? Entenda o caso
Confira o resumo das novelas: Malhação, Nos Tempos do Imperador, Quanto Mais Vida Melhor e Um Lugar ao Sol
Leonardo explica motivo de usar regata no casamento de Zé Felipe e Virgínia

Mais notícias


Publicidade