Publicidade

brasilemundo

Fábio Jr. lamenta morte de advogado espancado em show em Sorocaba

Fábio Jr. lamenta morte de advogado espancado em show em Sorocaba

| Estadao Conteudo -

O cantor Fábio Junior lamentou a morte de um idoso de 63 anos em seu show realizado em Sorocaba, no interior paulita, no sábado, 30. Em nota publicada nas redes sociais nesta segunda-feira, 1º, o cantor afirmou que lamenta profundamente o caso, ocorrido no Clube de Campo de Sorocaba. "Nos solidarizamos muitíssimo com as famílias envolvidas nessa fatalidade, desejando luz e paz nesse momento", completou.

Antônio Carlos Juliano morreu por causa das agressões de um homem, identificado como Leandro Luiz Manrique, após o show do cantor. O evento acontecia no Clube de Campo Sorocaba, o mais tradicional da cidade, na Avenida Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes, no bairro Boa Vista. Juliano, que é sócio antigo do clube, assistia ao show com amigos, quando foi agredido com um soco e caiu ao chão. Ele foi levado de ambulância para a Unidade Pré-Hospitalar da Zona Norte e chegou a ser atendido, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos.

O agressor, o empresário Leandro Luiz Manrique, de 43 anos, foi preso pelos policiais militares ainda no interior do clube. Ele apresentava ferimentos leves. O suspeito alegou que tinha sido empurrado pelo advogado e revidou. Testemunhas relataram que ele teria chutado a cabeça da vítima já caída.

Manrique foi levado para o plantão da Polícia Civil e autuado em flagrante por homicídio. À tarde, durante audiência de custódia, a Justiça converteu a prisão temporária em preventiva. O suspeito foi levado para uma unidade prisional. O caso foi registrado como homicídio pelo Plantão de Sorocaba - Zona Norte.

Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, a prisão em flagrante de Leandro Luiz Manrique, de 43 anos, foi convertida em prisão preventiva. Em nota, a defesa de Leandro Luiz Manrique afirma que o suspeito é vítima e alega que o homem foi agredido por seguranças.

"Leandro Luiz Manrique e Antônio Carlos Juliano, são vítimas, não sabendo identificar se foram dos seguranças do Clube de Campo de Sorocaba ou do Cantor Fábio Jr., várias pessoas tentavam acesso ao camarim, quando houve um princípio de tumulto e os seguranças bateram tanto no Leandro que ficara inconsciente, como no Antônio. Ou seja, todos foram espancados pelos seguranças."

O Clube de Campo de Sorocaba, por sua vez, nega a acusação e divulgou nota lamentando o episódio. "Na madrugada deste sábado, que resultou no óbito de um sócio após o show do cantor Fábio Jr. Nos solidarizamos com a família da vítima e informamos que daremos o apoio necessário, inclusive às autoridades. Reiteramos que a UTI Móvel contratada para o evento, assim como profissionais da saúde, agiram prontamente para socorrer a vítima. O efetivo de seguranças também estava no local e agiu assim que percebida a movimentação. Eles identificaram o agressor, que foi encaminhado por policiais militares à delegacia para que fossem tomadas as devidas providências legais", escreveu em primeira nota.

Publicidade