Quinto e último episódio da websérie sobre o autismo traz o trabalho da Tiquira

Escola-clínica fica em Campinas e tem parcerias com secretarias de saúde e educação da região

| ACidadeON Campinas -

A Tiquira é o tema do Episódio 5 da websérie "Viagem ao Mundo Autista". Foto: Freepik/Montagem
O quinto e último episódio da websérie "Viagem ao Mundo Autista" traz os depoimentos da proprietária da Tiquira Centro de Desenvolvimento Humano, Cristiane Pires Barbosa Morelli, e do aluno e pintor Kleber Araújo, que é autista. Fundada em 1989, em Campinas (SP), com o objetivo de "criar um espaço para quem não tivesse espaço", a Tiquira atende alunos com deficiência intelectual e transtornos do espectro do autismo (TEA).

Neste episódio, Cristiane explica o que é o autismo, seus sintomas, os níveis, leis e sobre o atendimento na Tiquira. Ela lembra que os critérios que subsidiaram o diagnóstico do autismo mudaram ao longo dos anos e foram descritos em manuais, como a Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID). "Em 1952, o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais ainda não separava o autismo da esquizofrenia infantil", conta.

O artista Kleber é a prova de que "lugar de autista é onde ele quiser", e fazendo o que quiser. Ele é aluno da Tiquira desde 2012 e tem no desenho uma forma de expressão de sentimentos e aproximação das pessoas. "Sou muito detalhista", fala. "Sou um artista autista". Acompanhe a Tiquira pela sua página no Facebook.

Assista ao Episódio 5  

Perdeu os outros episódios? 

Clique aqui para assistir ao Episódio 1, com o funcionário público aposentado Carlos Cesar Bezerra que fala sobre sua relação com seus filhos, sendo um deles autista; tema transformou-se em livro. 

Clique aqui para assistir ao Episódio 2, que trata sobre as ações da Unicamp para oferecer atendimento voltado aos estudantes autistas e que se prepara para capacitar seus profissionais.  

Clique aqui para assistir ao Episódio 3, que conta a história da família Barros. O autista Arthur Barros, de 17 anos, foi inspiração para que sua mãe Adriana Barros, a Dricka, fundasse a ABarros Editora, em São Paulo. Afinal, era o sonho do Arthur ter um livro seu publicado. Então, Dricka buscou financiamento e concretizou a impressão do título "A Dona Corujinha", primeiro livro do filho, na época, com 12 anos. Hoje, Arthur tem seis livros publicados. E, a editora publica obras de outros autores autistas e não autistas.

Clique aqui para assistir ao Episódio 4, que fala sobre a ACESA Capuava (Associação Cultural Educacional Social e Assistencial Capuava), que fica em Valinhos (SP). A entidade atende pessoas com transtorno do espectro autista, deficiência intelectual, deficiência múltipla e surdez. Fundada em 2002, atua junto à comunidade carente de toda Região Metropolitana de Campinas (RMC) e é formada por um grupo de profissionais que se uniu com a missão de prestar um serviço de amor incondicional e de cidadania. E agora em parceria com a Prefeitura de Valinhos, ampliará o atendimento.