Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

Somos o país da piada pronta, pena que a piada é sobre nós

Quem disse que não vamos escolher um candidato que nos representa? Eu diria que os dois são nossos espelhos.

| ACidadeON Campinas

Nosso próximo domingo parece cinzento. Particularmente não acredito que estamos escolhendo nosso presidente, mas sim algo parecido com o votar entre a vara e o chicote. E, infelizmente, mas democraticamente, fomos nós mesmos que nos colocamos nesta posição. 
 
Todo o processo eleitoral foi feito com base em muita opinião, pouca reflexão e quase nenhum conteúdo. E se você quer realmente entender o que cada candidato representa, olhe para o povo. Sim, eu e você também. Estamos digladiando sobre a corrupção do PT, mas aceitamos tranquilamente pagar uma conta em que o garçom esqueceu-se de anotar algo. Julgamos o Lula e o Haddad, mas levamos um atestado falso para o trabalho/escola. Muitos grupos tentam combater as ideias do Bolsonaro, mas somos nós que estamos indo às ruas agredir minorias. Culpamos diariamente as Fake News, mas atire a primeira pedra quem nunca compartilhou uma notícia sem checar sua veracidade. Nós estamos alimentando cada ódio, cada história, cada vídeo. 
 
E estamos nesse ponto por causa da crise econômica, não tem nada relacionado à consciência política, ao maior interesse social. Se realmente fosse isso, os discursos seriam diferentes. Não seriam os extremistas e os populistas naquela urna. Tudo sobre o qual se "debate" já corre sobre a ponte faz tempo, mas enquanto a economia ia bem, os problemas se suavizavam. O complicado foi quando a fonte secou. 
 
Um exemplo fora da política que ajuda a exemplificar muito bem essa maneira com a qual conduzimos nossa sociedade foi o último episódio do MasterChef. No programa os candidatos fizeram uma prova em que cada participante deveria escolher um ingrediente. Essas escolhas formariam os itens obrigatórios do prato a ser executado. Mas ao invés de agir com coerência, a escolha da maioria foi selecionar ingredientes equivocados, fugindo a qualquer lógica culinária. O interessante é que, mais do que prejudicar o concorrente, as pessoas se autossabotaram. Essas escolhas não aumentaram as chances de ninguém, mas provou ser uma burrice sem tamanho. Veja só, a ignorância parece mesmo reinar em todos os setores. É incrível notar como uma simples prova culinária pode exemplificar o que estamos fazendo no atual momento político. 
 
E como diria o historiador Leandro Karnal "não existe país no mundo em que o governo seja corrupto e a população honesta e vice-versa". Então, uma boa sorte para nós. 


Dicas de leitura 
Você encontrará conceitos opostos nas indicações abaixo. Essa é a intenção, espero que sejam leituras ricas. Ouse ter opinião própria, questione, mas o faça amparado pelo conhecimento. 




Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Mais do ACidade ON