Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

Tartarugas até lá embaixo, de John Green

Os temas dessa autor são bons, mas ele não me convence.

| ACidadeON Campinas

Sob pena de ser crucificada, nunca gostei muito do estilo de escrita de John Green. Tenho que admitir que os temas, entretanto, são excelentes e talvez por isso suas histórias estabeleçam tamanha comoção. 

Enfim, foi o entusiasmo que cercou a obra "Tartarugas até lá embaixo" que fez renascer minha esperança e ler o livro. Green continua... igual. 

Tratar um tema como o TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) poderia ser mais interessante, mas na pele de Azra ficou fraco. É difícil se conectar com essa personagem, além de totalmente infactível a investigação que ela conduz com a amiga sobre o desaparecimento de um empresário bilionário. 

Para completar a fragilidade da obra, o final do mistério é tão decepcionante que quase desisti de terminar as últimas páginas. Mas entenda, o desapontamento não está na surpresa ou na torcida pelo desfecho oposto, e sim na absoluta falta de coerência. 

O que acho interessante são as diversas frases poderosas que encontramos no decorrer da história. É como se Green quisesse usá-las como uma teia, para amarrar as partes da trama ou dos personagens. São tão boas que montar um livro só delas daria uma obra melhor. Segue uma das que mais gostei. Achei verdadeira. 

"No fundo ninguém entende o que se passa com o outro. Está todo mundo dentro de si mesmo."  
 

Tartarugas até lá embaixo, de John Green

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Mais do ACidade ON