Aguarde...

colunistas e blogs

Cachorra que viveu 1 ano dentro de caixa é adotada

Família de São Paulo (capital) se compadeceu do caso; soube pelo Blog do Bicho, em postagem no Facebook

| Especial para ACidade ON

Mel, que passou a se chamar Lua, agora vive em São Paulo (capital
Chegou ao fim o calvário da cachorra Mel, que já durava pelo menos 5 anos. A vira-lata de Campinas foi adotada por uma família de São Paulo (capital), depois de ser resgatada de uma favela campineira, onde viveu por um ano confinada dentro de uma caixa de madeira.  

Antes do final feliz, Mel ainda passou por dois lares temporários. Mas, a advogada Viviane Gonçalves de Lima soube do caso pelo Blog do Bicho e adotou a cachorrinha,  que agora se chama Lua.  

"Eu vi a reportagem. Tava no Facebook. E acabei me comovendo em adotá-la. Imaginei o quanto ela já sofreu... Nunca teve um lar de verdade, que desse pra ela aquilo que ela merece", afirma a adotante.  

Viviane já tem outras duas cachorras, também adotadas.  

"Eu gosto muito de bicho. Na minha casa, todo mundo gosta", declara, referindo-se ao filho e ao marido.

E advogada aconselha: "todo mundo deveria adotar um bichinho, seja um cachorro, um gato, o que for. O filhote é bom, mas dá trabalho. O adulto vem com uma história, que você não conhece muitas vezes. E todas as situações requerem muito amor. E, por favor, se você encontrar um cão na rua e não poder ficar com ele, ao menos recolha e acione alguém pra ajudar".  
 
Anos de espera 

Mel (hoje Lua) foi resgatada há 5 anos pela protetora Marisa Oliveira, de Campinas, que nunca desistiu de encontrar uma família para o pet. 

E um dos aspectos que chamaram a atenção de Viviane foi justamente o zelo de Marisa na entrevista para adoção. 

A protetora perguntou à advogada o que aconteceria com a cachorra se a família passasse por um problema financeiro (receando que o pet fosse abandonado mais uma vez).  

Mas, Viviane respondeu: "se um dia fossemos passar fome, passaríamos fome todos juntos. Aqui (em casa), cachorro é membro da família".  

Para Marisa, foi um alívio: "todas as adoções são inesquecíveis. Porém, essa é muito especial, porque é quase impossível conseguir adoção para uma cachorra adulta, sem raça, e ela é uma senhorinha de 6 anos de idade. Depois, porque é a primeira vez que aprovei uma adoção fora da cidade de Campinas. Desde o primeiro contato, a Viviane me passou muita confiança". 

Atualmente, Marisa mora em uma casa, com nove cães e 15 gatos, todos resgatados por ela. Os animais estão reabilitados e disponíveis para adoção. Quem tiver interesse em adotar, ou em ajudá-la com os resgatados, deve contatá-la pelo WhatsApp: 19 9-9730-6229.

Mais do ACidade ON