Aguarde...

ACidadeON Campinas

boa

Você é ético(a) ?

Na essência, quem nunca cometeu um deslize ético que atire a primeira pedra: e me incluo entre aqueles que seriam apedrejados

| ACidadeON/Ribeirao

José Eduardo Fernandes é mestre em Educação da FAAP Ribeirão Preto (Foto: Divulgação)
Antes de mais nada, penso que é importante trazermos um pequeno conceito do que podemos entender por ética: "...parte da filosofia responsável pela investigação dos princípios que motivam, distorcem, disciplinam ou orientam o comportamento humano, refletindo especialmente a respeito da essência das normas, valores, prescrições e exortações presentes em qualquer realidade social..." Houaiss.

Dito isso, alguns podem afirmar: "sou ético". Mas, na essência, quem nunca cometeu um deslize ético que atire a primeira pedra: e me incluo entre aqueles que seriam apedrejados. Quando trago esse tema em questão quero, na realidade, fazer uma reflexão sobre nossa postura profissional frente à empresa em que trabalhos (ou desejamos trabalhar).

Você ser ético quando todo mundo está olhando é fácil. Qualquer pessoa consegue. Mas quero ver você ser ético quando está sozinho, principalmente cuidando de um bem que não é seu.

Todo empresário, mesmo que inconscientemente, anda pela empresa e pensa assim: "Será que esse colaborador está me roubando ou vai me roubar?". E ele não está errado. Vejam, depois da família dele, a empresa é o que ele tem de mais importante vida. É o legado que ele vai deixar.

Mesmo nós, com as nossas coisas, pensamos da mesma forma. Ou alguém é capaz de emprestar seu carro, por exemplo, sem pensar se a pessoa vai tomar cuidado com buracos, legislação etc?

Por vezes, em nosso trabalho, somos tentados a cometer deslizes e usufruirmos dos instrumentos e eventuais poderes que a empresa possa nos outorgar, para nos beneficiarmos de favores, presentes e agrados. Cuidado, esse é um terreno pantanoso e, certamente, devastador para nossa carreira.

Meu pai sempre foi uma pessoa muito simples, com pouco estudo, mas com uma sabedoria imensa. Ele me dizia: "Eduardo, tudo aquilo que você conquistar na sua vida, em termos financeiros e materiais, é muito frágil. Mas, se tem algo que você precisa lutar é pelo seu nome. Seu único e verdadeiro patrimônio é seu nome. As pessoas, quando falarem do seu nome, devem ter respeito. Você deve ser respeitado até pelos seus inimigos". 

Tenho pautado minha vida dentro desse preceito. Por vezes, cometi erros, mas luto diariamente pela integridade. E se pudesse deixar uma última referência é: Defina e viva pelos seus valores. Você só será feliz quando viver dentro dos seus valores. Faça das suas palavras as suas ações. Pessoal e profissionalmente, alguém sempre está vendo o que você está fazendo, e os frutos serão sempre doces.


*José Eduardo Fernandes é mestre em Educação, gestor de Recursos Humanos e coordenador da pós-graduação em Gestão de Pessoas da FAAP Ribeirão Preto

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook