Publicidade

brasilemundo

Microsoft diz que 58% dos ciberataques vêm da Rússia

Agências do governo e centros de estudos nos EUA foram os principais alvos dos ataques

| Estadao Conteudo -

 

Segundo Microsoft Rússia foi responsável por 58% dos ciberataques patrocinados por Estados (Foto: Pixabay)

A Microsoft confirmou nesta quinta-feira (7), que a Rússia foi responsável por 58% dos ciberataques patrocinados por Estados no ano passado. Agências do governo e centros de estudos nos EUA foram os principais alvos dos ataques, seguidos por Ucrânia, Reino Unido e países-membros da Otan, informou a companhia.

A devastadora eficácia do ataque hacker contra a SolarWinds, que demorou para ser detectado e afetou principalmente empresas de tecnologia da informação, incluindo a Microsoft, aumentou a taxa de êxito dos hackers respaldados pelo Estado russo em 32% no ano que finalizou em 30 de junho, em comparação com os 21% dos 12 meses anteriores.

A China, por sua vez, representou menos de 1 de cada 10 das tentativas de ataques cibernéticos respaldados pelo Estado detectados pela empresa americana, mas teve êxito em 44% das vezes que tentou invadir redes específicas, revela o relatório anual intitulado Microsoft Digital Defense Report, que abrange de julho de 2020 a junho deste ano.

O relatório também cita os ataques de ransomware - um tipo de malware que sequestra o computador da vítima e cobra um valor em dinheiro pelo resgate - como uma praga grave e crescente, com os EUA como o país mais afetado, com mais do triplo dos ataques.

Ao contrário do ransomware, onde o objetivo principal é o dinheiro, os ataques hackers respaldados por um Estado buscam principalmente furtar dados de inteligência, seja para a segurança nacional ou para uma vantagem comercial ou estratégica

O informe da Microsoft, que trabalha em estreita colaboração com as agências governamentais americanas, não aborda os ataques cibernéticos contra o governo dos EUA. "Geralmente, os ataques hackers de um Estado têm uma taxa de êxito entre 10% e 20%", disse Cristin Goodwin, que dirige a Unidade de Segurança Digital da Microsoft.

As tentativas de ciberataques russos aumentaram de 52%, no período 2019-2020, para 58%, revela o "serviço de notificação de Estados" que a Microsoft usa para alertar seus clientes sobre as tentativas mundiais de invasão cibernética.

No período que finalizou em junho, a Coreia do Norte ocupou o segundo lugar como país de origem de ataques, com 23%, um aumento de 12 pontos porcentuais em relação ao relatório anterior. A China, por sua vez, caiu de 12% para 8%. Somente 4% de todos os ataques de hackers respaldados por Estados detectados pela companhia americana tinham como alvo a infraestrutura crítica, segundo a Microsoft. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Últimas Notícias

México passará a exigir visto de brasileiro para frear imigração ilegal aos EUA
MUNDO

México passará a exigir visto de brasileiro para frear imigração ilegal aos EUA

Interior de São Paulo volta a registrar tempestade de areia
TEMPESTADE DE AREIA

Interior de São Paulo volta a registrar tempestade de areia

Decreto autoriza militares dos EUA no Brasil para treinamento com o Exército
EXÉRCITO

Decreto autoriza militares dos EUA no Brasil para treinamento com o Exército

Carnaval seguro no Rio exige cobertura vacinal de 80%, diz relatório
CARNAVAL RIO

Carnaval seguro no Rio exige cobertura vacinal de 80%, diz relatório

La Palma registra tremor de magnitude 4,5 - o maior até agora
VULCÃO

La Palma registra tremor de magnitude 4,5 - o maior até agora

Campanha da ONU chama atenção para direitos das crianças refugiadas
CRISE HUMANITÁRIA

Campanha da ONU chama atenção para direitos das crianças refugiadas

Brasileiro está entre em grupo da OMS que estudará origem do novo coronavírus
SAÚDE

Brasileiro está entre em grupo da OMS que estudará origem do novo coronavírus

Síndrome de Havana é detectada na Embaixada dos EUA na Colômbia; veja o que é
SÍNDROME

Síndrome de Havana é detectada na Embaixada dos EUA na Colômbia; veja o que é

EUA vão abrir fronteiras com Canadá e México a viajantes vacinados
FRONTEIRAS ABERTAS

EUA vão abrir fronteiras com Canadá e México a viajantes vacinados

Pandemia derrubou em 35% número de consultas oftalmológicas em 2020
SAÚDE

Pandemia derrubou em 35% número de consultas oftalmológicas em 2020

Rio de Janeiro celebra os 90 anos do Cristo Redentor
COMEMORAÇÃO

Rio de Janeiro celebra os 90 anos do Cristo Redentor

ONG denuncia Bolsonaro a tribunal internacional por crimes contra a humanidade
DENÚNCIA

ONG denuncia Bolsonaro a tribunal internacional por crimes contra a humanidade

Guzmán se reúne com equipe técnica do FMI em Washington para tratar de dívida
NEGOCIAÇÃO

Guzmán se reúne com equipe técnica do FMI em Washington para tratar de dívida

Polícia prende 6 brasileiros suspeitos por chacina no Paraguai
INTERNACIONAL

Polícia prende 6 brasileiros suspeitos por chacina no Paraguai

Nobel de Economia vai para David Card, Joshua Angrist e Guido Imbens
NOBEL

Nobel de Economia vai para David Card, Joshua Angrist e Guido Imbens

Quatro romeiros morrem neste fim de semana a caminho de Aparecida
ACIDENTES

Quatro romeiros morrem neste fim de semana a caminho de Aparecida

Aos 90 anos, o Cristo Redentor convalesce da covid
ANIVERSARIANTE DO MÊS

Aos 90 anos, o Cristo Redentor convalesce da covid

EUA vão aceitar Coronavac para entrada de visitantes estrangeiros
VACINA

EUA vão aceitar Coronavac para entrada de visitantes estrangeiros

Santuário de Aparecida limita capacidade de público no feriado

Santuário de Aparecida limita capacidade de público no feriado

Jornalistas ganham Nobel da Paz de 2021 por luta pela liberdade de expressão
PRÊMIO NOBEL

Jornalistas ganham Nobel da Paz de 2021 por luta pela liberdade de expressão

Publicidade

Viu Essa?

Confira o resumo das novelas: Malhação, Nos Tempos do Imperador, Pega Pega e Império
NOVELAS

Confira o resumo das novelas: Malhação, Nos Tempos do Imperador, Pega Pega e Império

Deserto Particular é escolhido para representar o Brasil no Oscar 2022
OSCAR 2022

Deserto Particular é escolhido para representar o Brasil no Oscar 2022

Ativista norte-americana resgata 27 cachorros de avião que seriam sacrificados; veja o vídeo
FOFURA NAS ALTURAS

Ativista norte-americana resgata 27 cachorros de avião que seriam sacrificados; veja o vídeo

Mais notícias


Publicidade