Publicidade

brasilemundo

Ilhabela faz estudos para retirar areia do mar e alargar seis praias

Algo assim já foi feito na principal praia de Balneário Camboriú (SC), onde a faixa de areia foi estendida em 45 metros.

| Estadao Conteudo -

Cidade de Ilhabela (Foto: Divulgação/Prefeitura de Ilhabela)
 

Por José Maria Tomazela
A prefeitura de Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, abriu licitação na quarta-feira (17) para contratar um estudo de retirada da areia do mar e alargamento de algumas praias da ilha, um dos principais destinos turísticos do Estado. O prefeito Toninho Colucci (PL) disse que a medida pode reduzir a erosão costeira e evitar a inundação de ruas, além de oferecer mais espaço para os turistas.

Algo assim já foi feito na principal praia de Balneário Camboriú (SC), onde a faixa de areia foi estendida em 45 metros. A dragagem da areia no mar, porém, causou um aumento na presença de tubarões na praia. Ilhabela é próxima de Ubatuba, onde um tubarão atacou um turista no último dia 3. Houve ainda um segundo ataque no feriado do dia 15, que está sendo investigado

PROJETO

O prefeito de Ilhabela já esteve no balneário catarinense para conhecer o projeto.
Ele manteve contato com os técnicos do Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias (INPH), vinculado ao Ministério da Infraestrutura, para adequar o projeto de Balneário Camboriú às condições geográficas do arquipélago.

A ideia inicial é fazer o alargamento das praias da região do Perequê, onde o nível do mar tem alcançado trechos da malha urbana. Em algumas ocasiões, a água destruiu ciclovias e chegou a atingir as casas. Estão previstas intervenções nas praias Barra Velha, Perequê, Itaquanduba, Engenho DÁgua, Vila e Ponta do Pequeá. O custo estimado para a obra toda é de R$ 20 milhões. A ideia é que a praia recupere a faixa de areia que tinha há 30 anos.

Segundo Colucci, as obras do porto de São Sebastião e do terminal da Petrobras alteraram o fluxo da água salgada no entorno da ilha e houve a erosão das faixas de areia. "Em alguns casos, perdemos de 20 a 30 metros de praia, principalmente na área do canal. O projeto prevê recuperar o que foi perdido e recompor a faixa de areia", disse. A previsão é de repor 500 mil metros cúbicos de areia em cerca de 5 km de praias. A empresa vencedora da licitação vai prospectar as melhores jazidas para a retirada da areia, seguindo orientações do INPH. (As informações são do jornal O Estado de S. Paulo)

Publicidade

Últimas Notícias

Estudo do IBGE situa 1 de cada 4 brasileiros sob a linha da pobreza
Ministério oferece mais de 21,5 mil vagas em programa Médicos pelo Brasil
Ômicron se dissemina fora da África
Eduardo Paes, prefeito do Rio, cancela festa oficial de réveillon da cidade
Balneário Camboriú reabre praia após alargar faixa de areia
Brasil tem 136,2 milhões de pessoas totalmente imunizadas contra a covid-19
Com covid, número de óbitos saltou 15% em 2020 ante alta média de 1,9% desde 2010
Pesquisa aponta crescimento de aplicativos no Brasil
PF indicia empresa grega, dona de navio, por espalhar óleo pelo litoral
Capital paulista cancela a festa de Réveillon
MJ estabelece normas para visitas íntimas nas penitenciárias do país
Ibama abre inscrição para concurso público com 568 vagas
Lei confere a Lagoa Vermelha o título de Capital Nacional do Churrasco
Caso da Boate Kiss vai a júri oito anos após tragédia
Vídeo: funcionários de funerária reagem a assalto em Mogi Mirim
UE estima aprovar vacina contra nova variante da covid em 3 a 4 meses
Distrito Federal investiga caso suspeito da variante Ômicron
Índia promete mais vacinas contra covid à África após anúncio chinês
Com variante e nova onda na Europa, cidades brasileiras cancelam festas de réveillon

Publicidade

Viu Essa?

Confira o resumo das novelas: Malhação, Nos Tempos do Imperador, Quanto Mais Vida Melhor e Um Lugar ao Sol
Dom Vittor e Gustavo lançam música inédita com participação de Marília Mendonça; veja o clipe
Juliette Freire faz reflexão no aniversário de 32 anos: ano mais louco da minha vida

Mais notícias


Publicidade