Publicidade

brasilemundo

Enem: estudantes com covid-19 podem pedir reaplicação da prova

A medida também vale para o segundo dia de prova, no próximo domingo

| ACidadeON Campinas -

Estudantes no Enem (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)
 

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2021, assim como o Enem 2020, tem uma série de medidas de segurança contra a covid-19. As provas começaram a ser aplicadas no último domingo (21) e quem apresentou algum sintoma poderá pedir a para participar da reaplicação do exame. O mesmo vale para quem apresentar sintomas da doença até o segundo dia de prova, no próximo domingo (28).

A reaplicação será nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022, mesma data da aplicação do exame para Pessoas Privadas de Liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL) 2021 e para os participantes isentos da taxa de inscrição em 2020, que por decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) tiveram nova oportunidade de inscrição no Enem.

A reaplicação deverá ser solicitada na Página do Participante, entre 29 de novembro e 3 de dezembro, junto com a documentação que comprove a condição de saúde do inscrito.

A documentação deve apresentar o nome completo do participante, o diagnóstico com a descrição da condição de saúde do inscrito e o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10). O documento deve estar legível e constar a assinatura e a identificação do profissional competente, com respectivo registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), tem direito a reaplicação o participante que apresentar sintoma de covid-19 na semana que antecede o primeiro ou o segundo dia do exame. A mesma orientação serve para quem estiver com alguma das outras doenças infectocontagiosas listadas nos editais do Enem impresso e Digital: tuberculose, coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola e varicela.

O Inep analisará a documentação comprobatória das condições dos participantes. Quem tiver a documentação aprovada terá a participação garantida na reaplicação.

USO DE MÁSCARA 

O Enem ocorre em um momento em que a vacinação avança no Brasil e há redução nos casos e no número de mortes por covid-19. Mesmo assim, segundo especialistas a orientação é manter as medidas de segurança, ainda mais em um exame de grandes proporções como o Enem. O exame prevê o distanciamento entre as carteiras e a disponibilização de álcool em gel.

O uso de máscara de proteção, cobrindo totalmente nariz e boca, é obrigatório durante todo o período em que o participante permanecer no local de aplicação da prova, sendo permitido retirá-la apenas no momento da identificação, antes de acessar a sala de prova, para beber água e para comer. Quem descumprir a regra, poderá ser eliminado.

PROBLEMAS LOGÍSTICOS 

Os candidatos que foram afetados por problemas logísticos durante a aplicação das provas também devem estar atentos ao prazo de 29 de novembro a 3 de dezembro para pedir a reaplicação do exame.
São considerados problemas logísticos falta de energia elétrica, infiltrações por conta de chuvas, falhas no computador - no caso do Enem digital, entre outros que prejudiquem a realização das provas.

ENEM 2021 

O Enem 2021 começou a ser aplicado no dia 21 e segue no dia 28 de novembro, tanto na versão impressa quanto na versão digital. No primeiro dia do Enem, os candidatos fizeram as provas de linguagens, ciências humanas e redação. Ao todo, dos 3,1 milhões de inscritos, 74% compareceram ao exame. No segundo dia, participantes farão as provas de matemática e ciências da natureza. Por conta da pandemia, o exame adotou uma série de medidas de segurança.

O Enem seleciona estudantes para vagas do ensino superior públicas, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e serve de parâmetro para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os resultados também podem ser usados para ingressar em instituições de ensino portuguesas que têm convênio com o Inep. (Com informações da Agência Brasil)

Publicidade

Últimas Notícias

Ibama abre inscrição para concurso público com 568 vagas
Lei confere a Lagoa Vermelha o título de Capital Nacional do Churrasco
Caso da Boate Kiss vai a júri oito anos após tragédia
Vídeo: funcionários de funerária reagem a assalto em Mogi Mirim
UE estima aprovar vacina contra nova variante da covid em 3 a 4 meses
Distrito Federal investiga caso suspeito da variante Ômicron
Índia promete mais vacinas contra covid à África após anúncio chinês
Com variante e nova onda na Europa, cidades brasileiras cancelam festas de réveillon
Ômicron: BH investiga se paciente vinda do Congo foi infectada pela variante
Resultado do Enem será divulgado em 11 de fevereiro
Principal resposta contra ômicron é vacinação, diz ministro
Cinquenta e dois pesquisadores da Capes anunciam renúncia coletiva
31 pesquisadores da Capes na área de avaliação anunciam renúncia coletiva
Maioria de vacinas doadas à África tem validade curta, dizem entidades
Venezuela terminará 2021 como o país mais pobre da América Latina
Inscrições para a segunda etapa do Revalida 2021 terminam hoje
Nova York se prepara para variante ômicron e decreta Estado de Emergência
Tubarão em Ubatuba: aumento de pessoas no mar pode explicar ocorrências
Reino Unido identifica dois primeiros casos da variante ômicron no país

Publicidade

Viu Essa?

Italiano, que pensava namorar Alessandra Ambrósio, disse que fez sexo por telefone com golpista
Ministério Público denuncia Eduardo Costa por estelionato em negociação de casa de R$ 9 milhões
Marília Mendonça e Barões da Pisadinha são os brasileiros mais ouvidos no Spotify

Mais notícias


Publicidade