Publicidade

brasilemundo

Maioria de vacinas doadas à África tem validade curta, dizem entidades

Alerta é feito por organizações de saúde pública do continente

| ACidadeON Campinas -

Organizações diz que têm recebido vacinas com curta validade (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)


A maioria das doações de vacinas anticovid-19 à África "tem sido feita com pouca antecedência e com vida útil curta", afirmou um conjunto de importantes organizações de saúde pública do continente.

"Isso tornou extremamente difícil para os países planejar campanhas de vacinação e aumentar a capacidade de absorção", acrescentam em comunicado conjunto o African Vaccine Acquisition Trust (Avat), os centros africanos de Controle e Prevenção de Doenças, reunidos no Africa CDC, e a Covax -- o mecanismo internacional, criado pela Aliança para as Vacinas (Gavi) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para permitir a 92 países e territórios desfavorecidos receberem gratuitamente vacinas financiadas por países ricos.

Até agora, mais de 90 milhões de doses doadas foram entregues ao continente por meio da Covax e do Avat, número que não inclui as vacinas recebidas em resultado de acordos bilaterais.

Para alcançar taxas de cobertura mais elevadas em todo o continente, e para que as doações sejam uma fonte complementar ao abastecimento por meio de compras, "essa tendência tem de mudar", afirmam as organizações no comunicado.

"Os países precisam de um abastecimento previsível e confiável. Ter de planejar em curto prazo e assegurar a absorção de doses com vida útil curta aumenta exponencialmente a carga logística sobre os sistemas de saúde que já se encontram sobrecarregados", alertam.

"Além disso, o tipo de fornecimento feito utiliza capacidades - recursos humanos, infraestrutura, cadeias de frio - que poderiam ser direcionadas para uma implementação bem-sucedida e sustentável a longo prazo", acrescenta o texto.

Para as organizações, o fato de os imunizantes chegarem ao continente com prazos de validade curtos "pode ter repercussões, em longo prazo, na confiança nesses produtos.

As doações para Covax, Avat e países africanos "devem ser feitas de forma a permitir que os países mobilizem eficazmente os recursos internos, em apoio à implementação, e permitir o planejamento a longo prazo para aumentar as taxas de cobertura. Por isso, as instituições pedem à comunidade internacional, em particular aos países doadores e fabricantes, para que se "comprometam com esse esforço".

Previsibilidade, estabelecimento de objetivos, prazos de validade das vacinas adequados - com um "mínimo de dez semanas" -, avisos prévios de "não menos de quatro semanas", tempo de resposta e fornecimento, além das vacinas, de todos os acessórios essenciais para assegurar a sua rápida absorção, como seringas, são recomendações feitas aos doadores e fabricantes. 

*Com informações de Agência Brasil*

Publicidade

Últimas Notícias

Rodízio de veículos em São Paulo volta a valer nesta segunda-feira
Estados vão avaliar áreas turísticas suscetíveis a desastres
Anvisa confirma segundo caso de superfungo no Brasil
Covid: metade das cidades não teve ajuda federal para testar cidadãos, diz estudo
Médicos da rede municipal de São Paulo decidem fazer paralisação no dia 19
Covid-19: Saúde envia à Anvisa nota defendendo liberação de autoteste
Mundo registra 3,6 milhões de casos de covid-19 em um dia e bate novo recorde
Com baixo estoque, laboratórios sugerem testes de covid só para casos graves
Anvisa recomenda suspensão definitiva da temporada de cruzeiros
Análise do TCU diz que governo foi negligente no enfrentamento da crise hídrica
Rede RaiaDrogasil suspende agendamento online de testes de covid
Casos de covid-19 nos EUA crescem 47% na última semana e o de mortes, 40,4%
Na cidade do Rio, 38% dos internados por covid-19 não tomaram vacina
Minas Gerais: chuvas causam 10 mortes em 24 horas
Médicos dos EUA fazem primeiro transplante de coração de porco em humano
Anac diz que monitora cancelamento de voos por covid-19
Geólogos farão inspeções na região dos cânions do Lago de Furnas
Autoridades alertam para alto risco de rompimento de barragem em Minas
Buscas por fragmentos de corpos continuarão em Capitólio
Enem: contribuição de mulheres nas ciências da saúde é tema de redação

Publicidade

Viu Essa?

Morre a atriz Françoise Forton, aos 64 anos
BBB 22 quer interagir mais com o público
BBB 22: confira participantes confirmados para reality show

Mais notícias


Publicidade