Publicidade

brasilemundo

Prouni passa a aceitar estudantes de escola privada sem bolsa integral

Bolsonaro ampliou o acesso de estudantes vindos de escolas particulares

| Estadao Conteudo -

Prouni é ampliado para estudantes vindos de escolas particulares (Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil)
  

Prouni é ampliado para estudantes vindos de escolas particulares (Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro ampliou o acesso de estudantes vindos de escolas particulares ao Programa Universidade para Todos (Prouni).  

Passam a ter acesso ao programa alunos que fizeram o "ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsista parcial da respectiva instituição, ou sem a condição de bolsista". A alteração na Lei nº 11.096, de 13 de janeiro de 2005, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 7.

O Ministério da Educação (MEC) poderá ainda dispensar a apresentação de documentação que comprove a renda familiar mensal do estudante e a situação de pessoa com deficiência, "desde que a informação possa ser obtida por meio de acesso a bancos de dados de órgãos governamentais". Caberá à pasta estabelecer os critérios para que isso ocorra.

Os porcentuais de vagas destinadas aos cidadãos autodeclarados indígenas, pardos ou pretos, e a pessoas com deficiência seguem equivalentes ao último Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Até então, para concorrer a uma bolsa de ensino superior em alguma instituição privada do Brasil, o estudante precisava fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), na edição imediatamente anterior ao processo seletivo do Prouni, obter a nota mínima de 450 pontos e não zerar a redação. Ainda, deveria ter renda familiar de até três salários mínimos por pessoa e não possuir diploma de ensino superior.

Haddad critica

"Hoje, por MP, Bolsonaro começa a destruir o Prouni. Um dos programas que eu mais me orgulho de ter concebido, junto com minha companheira Ana Estela. Quase 3 milhões de jovens, pobres, pretos e periféricos beneficiados. A Câmara deveria devolver para o Planalto esse lixo. Nojo!!!"

A frase é do ex-ministro da Educação e ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), em publicação no Twitter, após o presidente Bolsonaro editar a MP que amplia o acesso de alunos da rede privada ao Prouni - projeto criado durante a gestão de Haddad à frente da pasta da Educação.

Publicidade

Últimas Notícias

Rodízio de veículos em São Paulo volta a valer nesta segunda-feira
Estados vão avaliar áreas turísticas suscetíveis a desastres
Anvisa confirma segundo caso de superfungo no Brasil
Covid: metade das cidades não teve ajuda federal para testar cidadãos, diz estudo
Médicos da rede municipal de São Paulo decidem fazer paralisação no dia 19
Covid-19: Saúde envia à Anvisa nota defendendo liberação de autoteste
Mundo registra 3,6 milhões de casos de covid-19 em um dia e bate novo recorde
Com baixo estoque, laboratórios sugerem testes de covid só para casos graves
Anvisa recomenda suspensão definitiva da temporada de cruzeiros
Análise do TCU diz que governo foi negligente no enfrentamento da crise hídrica
Rede RaiaDrogasil suspende agendamento online de testes de covid
Casos de covid-19 nos EUA crescem 47% na última semana e o de mortes, 40,4%
Na cidade do Rio, 38% dos internados por covid-19 não tomaram vacina
Minas Gerais: chuvas causam 10 mortes em 24 horas
Médicos dos EUA fazem primeiro transplante de coração de porco em humano
Anac diz que monitora cancelamento de voos por covid-19
Geólogos farão inspeções na região dos cânions do Lago de Furnas
Autoridades alertam para alto risco de rompimento de barragem em Minas
Buscas por fragmentos de corpos continuarão em Capitólio
Enem: contribuição de mulheres nas ciências da saúde é tema de redação

Publicidade

Viu Essa?

Morre a atriz Françoise Forton, aos 64 anos
BBB 22 quer interagir mais com o público
BBB 22: confira participantes confirmados para reality show

Mais notícias


Publicidade