Publicidade

brasilemundo

Universidade detecta duas novas variantes ômicron da covid-19

Novas variantes indicam ser mais transmissíveis; estudo é da Universidade Federal do Rio Grande do Norte

| ACidadeON Campinas -

Estudo sequenciou amostras e detectou variantes da ômicron (Foto: Denny Cesare/Código19/ Arquivo)

O IMT (Instituto de Medicina Tropical) da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) detectou dois novos tipos de variantes ômicron da covid-19 coletadas, em maio, de pessoas em Natal. A pesquisa foi feita com participação do Laboratório Getúlio Sales Diagnóstico e o Instituto Butantan.

O estudo sequenciou e analisou amostras coletadas pelas unidades de saúde da prefeitura de Natal e pelo IMT, detectando a circulação das variantes Ômicron (BA.5-like) e Ômicron (BA.4-like).

De acordo com a diretora do IMT, Selma Jerônimo, as novas variantes indicam ser mais transmissíveis, em razão do aumento no número de pessoas infectadas com covid-19 nas últimas semanas. 

LEIA TAMBÉM  
Covid-19: país registra 32,9 mil casos e 151 mortes em 24 horas
Mortes por covid-19 aumentam no mundo, revertendo declínio de 5 semanas, diz OMS

A diretora ressaltou a importância da vacina contra a covid-19, para evitar a forma grave da doença, bem como orientou sobre o uso de máscaras em locais fechados, além das demais medidas de biossegurança, como a higiene frequente das mãos. (Com informações de Agência Brasil) 

LEIA TAMBÉM 
Região de Campinas confirma 2º caso de varíola dos macacos

Publicidade