Publicidade

brasilemundo

Casos de contaminação por Covid-19 crescem e acendem alerta no Brasil

O Boletim Infogripe mostrou que a Covid-19 já é responsável por 59,6% dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)

| ACidadeON Campinas -

Covid-19 já é responsável por 59,6% dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Brasil (Foto: Luciano Claudino/Código19)
  

O Boletim Infogripe, publicado no dia 1º de junho pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), mostrou que a Covid-19 já é responsável por 59,6% dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) com identificação viral verificada nas últimas quatro semanas do mês de maio, mantendo tendência de aumento.  

A atualização dos dados mostrou que 20 dos 27 estados apresentaram sinais de crescimento da tendência de aumento de novos casos.  

No dia 31 de maio, o país registrou pico de 40.979 novos casos em 24 horas. O aumento de casos já fez com que cidades como Curitiba e Londrina, ambas no Paraná, voltassem a recomendar o uso de máscaras em locais fechados e em locais abertos com aglomeração. 

Ainda no mês de abril, a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) já havia alertado sobre a tendência de crescimento de infecções pelo vírus Sars-CoV-2 em todo continente, a partir de observação do que já estava acontecendo em países dos outros continentes.  

VEJA TAMBÉM  

Governo libera 4ª dose para maiores de 40 anos; Campinas aguarda SP

Vídeo: homem é morto a tiros em frente à escola em Paulínia

Entretanto, a boa notícia é que o número de mortes continua baixo, em relação aos meses anteriores, com média de 100 óbitos diários, o que reforça a recomendação das pessoas não deixarem de se vacinar. As pesquisas clínicas continuam relacionadas à doença, para observar possíveis surgimentos de novas variantes ou comportamento do vírus. 

De acordo com a pesquisadora clínica Priscilla Monteiro Quintino, o aparecimento da Covid-19 aumentou o interesse de pesquisadores do mundo todo em estudar aspectos do vírus e seu impacto no organismo humano. 

"A pandemia não só impactou o sistema de saúde e a economia, mas também a pesquisa científica, que ganhou mais evidência, despertando a curiosidade de muitos profissionais", comenta. 

Quintino informa que somente na National Library of Medicine, que reúne publicações de estudos realizados em todo mundo, já existem mais de 260 mil resultados relacionados a pesquisas sobre Covid-19. 

LEIA MAIS
Empresa de telemarketing abre 300 vagas de emprego em Campinas

Publicidade