Estado afasta primeira turma de alunos após caso de covid-19 Estado afasta primeira turma de alunos após caso de covid-19

Estado afasta primeira turma de alunos após caso de covid-19

O caso ocorreu na Escola Estadual Antônio Carlos Pacheco e Silva, do Parque São Jorge; turma foi colocada para fazer aula à distância


E. E. Antonio Carlos Pacheco e Silva afastou uma turma de alunos

A Secretaria Estadual de Educação confirmou que afastou a primeira turma de alunos em uma escola de Campinas após um caso de covid-19. O caso ocorreu na Escola Estadual Antônio Carlos Pacheco e Silva, do Parque São Jorge. O Estado não passou informações da série.

De acordo com a Pasta, uma professora testou positivo e por isso a turma toda foi afastada das aulas presenciais. A Secretaria de Educação ainda informou que não houve necessidade de afastar outras classes, que seguem tendo aula presencial, já que não tiveram contato com a docente.

Hoje, o Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde) de Campinas confirmou que está monitorando 30 escolas, sendo 23 da rede particular e sete da rede estadual, após as unidades terem casos suspeitos ou confirmados de covid-19.

OUTROS CASOS

No sábado (13), a Secretaria Estadual de Educação confirmou o primeiro caso de aluno da rede pública de Campinas contaminado por covid-19 após a volta às aulas.

O estudante contaminado é da Escola Estadual Deputado Eduardo Barnabé, localizada no bairro DIC 1. A unidade foi também a primeira escola estadual da cidade com registro de covid-19 entre funcionários.

Além da E.E. Eduardo Barnabé, uma outra escola estadual também confirmou caso de covid-19, sendo ela a E.E Eliseu Narciso, localizada no bairro DIC 3, que teve uma funcionária da área administrativa positivada pela doença.

Outras escolas estaduais também apresentaram casos suspeitos, mas parte teve os casos descartados e uma ainda aguarda resultado de exames.

Na rede privada, no entanto, o número de escolas com casos de contaminação é maior. Ao todo sete escolas particulares já confirmaram registro da doença entre alunos e funcionários.

Mais Notícias

Mais Notícias