Fase vermelha aos fins de semana começa hoje em Campinas Fase vermelha aos fins de semana começa hoje em Campinas

Fase vermelha aos fins de semana começa hoje em Campinas

Medida foi determinada pelo governo estadual e vale para sábado e domingo; comércio, bares e restaurantes não podem abrir

Fase vermelha começa neste sábado em Campinas (Foto: Karen Fontes/Código19)

Campinas começa neste sábado (30) a fase vermelha diurna e noturna do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena. Com isso apenas atividades essenciais podem funcionar hoje e amanhã (31). A medida foi determinada pelo governo do Estado de São Paulo para reduzir a contaminação do coronavirus. A fase vermelha vai vigorar até as 6h de segunda-feira (1º). Veja os números da doença em Campinas aqui.

Com a regressão de fase, hoje o comércio de rua, shoppings, bares e restaurantes não podem abrir. No entanto, é possível fazer compras por meio de delivery, respeitando o distanciamento social e as medidas de segurança contra a covid-19. 

A mudança começou no dia 25 de janeiro em todo o Estado após o anúncio feito no dia 22 pelo governador João Doria (PSDB). Durante o dia, a região de Campinas seguirá as regras da fase laranja, mas durante a noite (após às 20h) e aos fins de semana entra na fase vermelha, a mais restritiva do Plano SP. 
 
A partir de segunda-feira, 82% da população do estado estará na fase laranja do Plano São Paulo, enquanto 18% estará na fase vermelha. Campinas retoma à fase laranja com abertura da maior parte das atividades seguindo algumas regras (leia mais abaixo).
 
LEIA TAMBÉM  
Saiba tudo sobre a vacinação contra a covid-19 em Campinas
Estado notifica Campinas por não cumprir o Plano SP
Tribunal derruba liminar que impedia reabertura das escolas


FASE VERMELHA


A fase vermelha, durante os dias úteis, tem início às 20h e termina às 6h do dia seguinte. Durante o fim de semana, a fase vermelha vale durante todas as horas do sábado e do domingo.

SERVIÇOS ESSENCIAIS QUEM PODEM FUNCIONAR

- Assistência à saúde, incluindo serviços médicos, hospitalares e de óticas
- Serviços de segurança privada
- Transporte de passageiros por táxi ou aplicativo
- Serviços de alimentação, como restaurantes, bares e congêneres, por entrega (delivery) ou retirada (drive thru)
- Padarias, supermercados, atacadistas e comércios que vendam gêneros alimentícios e produtos de limpeza
- Farmácias
- Serviços bancários, incluindo casas lotéricas
- Indústrias e fábricas, com a capacidade máxima de 30% nos refeitórios
- Hotéis, pousadas e outros meios de hospedagem
- Lavanderias e serviços de limpeza
- Entregas em geral
- Transportadoras, postos de combustíveis e derivados, armazéns, oficinas de veículos automotores, borracharias e serviços congêneres
- Construção civil com contratos para obras essenciais em vigor com a administração pública
- Veterinárias e pet
- Manutenção predial, elétrica ou hidráulica
- Lojas de materiais de construção
- Comércio de insumos para oficinas mecânicas
- Comércio de bens e serviços automotivos
- Abastecimento e logística de agropecuária e a agroindústria
- Serviços de entrega (delivery) ou retirada (drive thru) em geral
- Assistência técnica de eletroeletrônicos
- Atividades internas em comércios, escritórios e prestadores de serviço, sem atendimento a clientes 
 
NA FASE LARANJA (DURANTE A SEMANA) VEJA O QUE PÒDE FUNCIONAR 
 
Fase Laranja 

- Todos os setores de comércio e serviços passam a ser permitidos. A exceção é o atendimento presencial em bares, que continua proibido;
- Capacidade de ocupação: antes era de 20% e vai para 40% em todos os setores;
- Funcionamento máximo: ampliado de 4 para 8 horas por dia;
- Horário de fechamento: atendimento presencial só poderá ser feito até 20h;
- Parques estaduais, salões de beleza e academias: poderão abrir;

Mais Notícias

Mais Notícias