Homens suspeitos de atropelarem motoboy prestam depoimento em Campinas Homens suspeitos de atropelarem motoboy prestam depoimento em Campinas

Homens suspeitos de atropelarem motoboy prestam depoimento em Campinas

Segundo Polícia Civil, eles são filhos do motorista da Pajero branco e poderiam estar dirigindo Hillux que atropelou entregador

Suspeitos são ouvidos hoje pela polícia (Foto: Reprodução/EPTV Campinas)

A Polícia Civil de Campinas ouve nesta sexta-feira (26) dois suspeitos que estariam envolvidos na confusão entre motoboys e motoristas que ocorreu no último domingo (21)e que terminou com um entregador atropelado no bairro do Taquaral.

Os homens são filhos do motorista da Pajero branco, que aparece no início do caso (veja vídeo abaixo). A Polícia investiga se um deles poderia ser quem estava dirigindo a Hillux que atropela o motoboy.

Os suspeitos foram ao 4º DP (Distrito Policial) de Campinas acompanhados do advogado da família, Claudio Dalledone Júnior, e familiares. Um dos suspeitos, inclusive, é menor de idade. O segundo filho é quem estaria dirigindo a Hillux.

DEFESA DA FAMÍLIA

Até o momento, a defesa da família não havia se pronunciado. Hoje, o advogado afirmou que o motociclista atropelado estaria envolvido na confusão.

'O motoboy ataca o motorista da Pajero. Há uma reação dele naquele momento. E, depois da reação, vai até em casa e tenta entrar em casa. Ele é abordado ainda por motociclistas e pede socorro. Os dois filhos, então, ingressam no carro, assim como a mãe, e vão saber o que está acontecendo. No caminho, são de novo abordados. Eles, os filhos, motoristas da Hillux, sem entender ainda o que acontecia, mas certos de que era uma situação de socorro ao pai, fizeram manobras ali para dispersar os motociclista', disse.

Ainda segundo o advogado, o motociclista atropelado estava no grupo que perseguiu o motorista do veículo Pajero. 'Isso gerou, por parte dos filhos dele, uma atitude de defesa. O que, acidentalmente, gerou o que ocorreu. Nós lamentamos tudo isso'. 
Momento do atropelamento no Taquaral (Foto: Reprodução)
MOTOBOY ATROPELADO

Vale ressaltar que, no boletim de ocorrência, a informação é de que o motoboy atropelado, Rafael Sampaio Ferraz, de 36 anos, não tinha ligação com a confusão. Segundo a mulher dele, o entregador disse que havia parado no local para consultar o endereço de um a entrega. O motoboy continua internado.

Hoje, a Polícia Civil ainda não se pronunciou oficialmente à imprensa.

O CASO

O motorista foragido estava em uma Pajero branco. Ele aparece nas imagens gravadas por uma testemunha discutindo com um entregador no semáforo do cruzamento da Avenida Almeida Garret com a Rua Fernão Lopes, no Taquaral.

O motoboy agride o homem com o capacete e sai do local, mas é perseguido. O motorista da Pajero segue o entregador e, depois, joga o carro em cima dele. O condutor ainda acelera diversas vezes na tentativa de atingir o motoboy.

Na sequência, desce do carro e os dois entram em luta corporal. Um outro motoboy que passava pelo local seguiu o motorista da Pajero até a casa dele e alega que quase foi atingido pelo condutor pelo menos cincos vezes.

Enquanto a perseguição e as agressões acontecem, uma Hilux aparece nas imagens perseguindo outros motociclistas e atingindo o motociclista Rafael Ferraz. A caminhonete atinge o homem e foge em alta velocidade. (Com informações da EPTV Campinas) 


Mais Notícias

Mais Notícias