Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

Cotidiano

Copa do Mundo Feminina alça sonho de jogadoras de Campinas

Jogadoras acreditam que a visibilidade que a Copa de Futebol Feminino terá este ano atraia novos patrocínios e incentivos

| ACidadeON

Clube campineiro treina 108 meninas e mulheres de 9 a 54 anos (Foto: Renan Lopes/ACidade ON Campinas)

A Copa do Mundo de Futebol Feminino começa nesta sexta-feira (7), na França, e as jogadoras de um clube de Campinas vibram com a visibilidade dada ao esporte pela competição.

A principal diferença é que ela terá uma cobertura um pouco maior no Brasil comparada com os últimos anos, quando o torneio passava quase despercebido. Na Globo, principal emissora de televisão do país, o torneio será transmitido pela primeira vez - mas apenas os jogos da Seleção Brasileira. Para assistir a todas as partidas do mundial será preciso acompanhar canais pagos. 

LEIA TAMBÉM 
Começa hoje na França a 8ª Copa do Mundo de Futebol Feminino


A novidade tende a trazer não só novos investimentos para as mulheres neste esporte majoritariamente masculino, como também mostrar para meninas mais jovens que elas podem, sim, se profissionalizar e praticar o esporte. E quem sabe até se tornarem uma "nova" Marta, brasileira que foi eleita seis vezes a melhor jogadora do mundo.

"Essa nova visibilidade da Copa vai criar um estímulo para as meninas menores quererem participar das equipes já formadas", explica Carlos Miyasada, conhecido como professor Maguila, do Clube Bonfim.

O treinador já formou destaques do futebol brasileiro e mundial. De acordo com Maguila, Patrícia Nardy, goleira do Santos, e Aline Reis, goleira da seleção, tiveram passagem pelo clube, além 11 meninas que passaram pelo Bonfim e foram treinar nos Estados Unidos, país destaque no esporte e atual campeão da Copa do Mundo de Futebol Feminino.  



CARREIRA

Heloísa Carvalho, de 14 anos, treina há quatro anos no clube e precisou encarar os garotos da escola para poder jogar futebol durante as aulas de educação física. "Os meninos da escola não gostavam de deixar eu jogar por achar que eu iria me machucar, mas eles não mandam em nada", brinca a garota.

Hoje, além dos treinos no clube, ela também pega pesado no estudo da língua inglesa. A jovem sonha em seguir os passos das garotas que conquistaram uma vaga fora do Brasil para seguir a carreira profissional no esporte.

Mas o clube não é só para quem quer se profissionalizar. Monique Silva, de 22 anos, treina pelo prazer em praticar um esporte e pela paixão pelo futebol.

A garota treina no Bonfim duas vezes por semana e já participou (e ganhou) de diversas competições. "No começo o pessoal estranhava em ver uma menina andando com camiseta e shorts de jogar bola, mas hoje já é mais normal e a Copa tende a deixar isso ainda mais comum", contou.  



A COPA

O campeonato mundial feminino foi criado em 1991 e durante muitos anos seguiu sendo ignorado pelas principais emissoras de televisão, seja de canal aberto ou fechado. Só foi em 2015, última edição do torneio, que a SporTV e a TV Brasil transmitiram os jogos da seleção brasileira feminina.

Neste ano a competição terá a participação de 24 seleções e acontece entre os dias 7 de junho e 7 de julho, na França. O primeiro jogo do Brasil acontece neste domingo, dia 9 de junho. Para saber mais sobre os jogos clique neste link.

PROIBIÇÃO

Uma lei proibiu mulheres de praticarem futebol por muitos anos no Brasil. O artigo 54 da criação do CND (Conselho Nacional de Desportos), um decreto-lei instituído em 1941, proibia mulheres da "prática de desportos incompatíveis com as condições de sua natureza".

Em 1965, durante o regime militar, a situação piorou: uma deliberação proibia "a prática feminina de lutas de qualquer natureza, futebol, futebol de salão, futebol de praia, polo, halterofilismo e beisebol". A deliberação foi revogada em 1979, permitindo a criação dos primeiros clubes femininos de futebol.

A Copa do Mundo de Futebol foi criada em 1930, mas a versão feminina do campeonato só foi criada em 1991. O futebol feminino no Clube Bonfim foi criado em 1996, há 23 anos, e as jogadoras são treinadas por Maguila desde a data.

A Copa do Mundo de Futebol Feminino começa nesta sexta-feira (7) com partida entre França e Coreia do Sul às 16h. O primeiro jogo do Brasil será neste domingo (9), às 10h30, contra a Jamaica.

COMO JOGAR

Com o início da competição, quem se empolgar e quiser bater uma bola nas horas vagas pode treinar no clube. O treinador informou que atualmente 108 meninas e mulheres, de 9 a 54 anos, treinam no clube. Entre elas há aquelas que treinam por esporte e outras por interesse profissional. Quem quiser pode entrar em contato com o Clube Bonfim para mais informações, horários de treinamentos e valor da mensalidade pelos telefones (19) 3744-4600, (19) 8180-3939 e (19) 9140-6317, ou pela internet.

Mais do ACidade ON