Publicidade

cotidiano

Doria decreta fase vermelha em todo o Estado a partir de sábado

Campinas já está na fase mais restritiva desde hoje por decreto municipal

| ACidadeON Campinas -

 

Mapa da nova reclassificação do governo estadual (Foto: Reprodução/Governo do Estado de São Paulo)

O governo estadual decretou nesta quarta-feira (3) que todas as regiões do estado de São Paulo irão entrar na fase vermelha do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena de covid-19 a partir da meia-noite do próximo sábado (6). Essa medida vai durar duas semanas, valendo até o dia 19 de março. Além da fase vermelha, haverá toque de restrição das 20h às 5h - ou seja, proibição de circulação de pessoas.

As medidas mais restritivas foram anunciadas em coletiva de imprensa do governador João Doria (PSDB). A informação da fase vermelha havia sido adiantada pela Secretaria de Comunicação estadual no final da manhã. Atualmente, o estado vive um agravamento da pandemia, com alta de óbitos e internações por covid-19. Segundo Doria, São Paulo internou um paciente de covid-19 a cada dois minutos. 

"Vamos enfrentar as duas piores semanas da pandemia desde o primeiro caso de covid-19 no país. Há 41 dias o Brasil tem mais de mil mortes por dia. É como se cinco aviões caíssem todos os dias e todos seus ocupantes morressem". disse o governador. Ele também criticou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o chamando de negacionista.

"Estamos a beira de um colapso na saúde em São Paulo e no Brasil. Essa é a triste realidade de um país comandando por um negacionista, que não tem Ministério da Saúde, na pior crise sanitária e de saúde dos últimos 100 anos", disse.
 
AO VIVO - Doria anuncia novas medidas de restrições; assista!

A fase vermelha é a mais restritiva do Plano São Paulo e só permite o funcionamento de serviços essenciais, como supermercados e farmácia. Em Campinas, a fase vermelha começou hoje e é válida por 15 dias.

Durante a manhã, o sistema de saúde municipal já entrou em colapso, segundo o secretário de Saúde, Campinas, Lair Zambon. Ele afirmou que o SUS municipal está 100% lotado nesta quarta-feira e os hospitais já abriram lista de espera para os pacientes.

FASE VERMELHA ESTADUAL

Segundo dados do governo estadual, São Paulo tem 2.054.867 casos e 60.014 óbitos por covid-19. Na terça-feira, 2, foram confirmadas 468 mortes causadas pela doença, o maior registro feito no Estado desde o início da pandemia.

No Estado, o governo adiantou que apesar da fase vermelha, as escolas não serão obrigadas a fechar elas estão desde o ano passado classificadas como serviço essencial. Ontem, o secretário Estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, chegou a afirmar que defendia a suspensão do retorno presencial dos estudantes, o que gerou uma crise interna no governo.

Essa é a primeira vez durante a pandemia que São Paulo mantém como escolas abertas na fase vermelha, algo que teve como exemplo países europeus.

Vale lembrar que em Campinas, as aulas presenciais estão suspensas por determinação municipal, o decreto foi publicado hoje. Isso afeta além das escolas particulares, as escolas estaduais que não poderão ter aula presencial até o dia 16 de março.

MEDIDAS ANTERIORES


Com a implantação da fase vermelha no sábado, o toque de restrição das 23h às 5h não será mais necessário. Ele foi criado na última semana pelo governo estadual para reforçar a fiscalização contra e eventos ilegais. Em Campinas, uma fase vermelha noturna, das 21h às 5h, também foi criada. Ela funcionou do dia 26 de fevereiro até o dia 1º de março.

Mais notícias


Publicidade