Ômicron faz Doria pedir novo parecer sobre uso de máscaras Ômicron faz Doria pedir novo parecer sobre uso de máscaras

Ômicron faz Doria pedir novo parecer sobre uso de máscaras

Liberação em locais abertos foi anunciada para o dia 11 de dezembro, mas reunião vai debater a medida

Governador João Doria participa da coletiva (Foto: Governo do Estado de SP)
 

Após a confirmação de dois casos da variante ômicron da covid-19 em São Paulo, o governador João Doria (PSDB) pediu ao Comitê Científico do Governo do Estado uma nova avaliação sobre uso de máscaras em locais abertos.

No último dia 24, a liberação foi anunciada para 11 de dezembro após o entendimento de que houve avanço na vacinação e nos níveis de contágio. As máscaras seguirão obrigatórias em lugares fechados e no transporte público.

O novo parecer deve ficar pronto na próxima semana, após a reunião do grupo formado por médicos. No argumento de Doria, é preciso saber o impacto da nova variante no panorama epidemiológico de todo o território paulista.


'O nosso parâmetro sempre foi o cenário epidemiológico em São Paulo. E, por isso, precisamos saber o impacto da nova variante com a flexibilização do uso de máscaras. É necessário ter cautela e avaliar esse novo elemento', disse ele.

São Paulo tem hoje 75,8% da população com esquema vacinal completo, ou seja, com duas doses da Coronavac, Astrazeneca, Pfizer e com a dose única da Janssen. Se considerar apenas os adultos, 93,7% das pessoas estão vacinadas.

O decreto estadual que estabeleceu o uso obrigatório de máscaras de proteção facial por conta da pandemia em São Paulo é do dia 4 de maio de 2020.

REFORÇO VACINAL

Antes da liberação, o estado vai promover uma ação de reforço vacinal entre os dias 1º e 10 de dezembro nos 645 municípios do estado, juntamente com as Prefeituras e secretarias municipais. A ideia é promover a dose de reforço.

Mais Notícias

Mais Notícias