Radares da Av. John Boyd entram em operação nesta quinta, em Campinas Radares da Av. John Boyd entram em operação nesta quinta, em Campinas

Radares da Av. John Boyd entram em operação nesta quinta, em Campinas

Equipamentos estão instalados em quatro pontos com registro de acidentes graves na via, em Campinas; confira a lista de locais

Novos radares passam a operar nesta quinta (30) na Avenida John Boyd Dunlop, em Campinas (Foto: Divulgação/PMC)
Depois de um período de conscientização de 30 dias, a Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas) inicia a operação de quatro novos equipamentos de fiscalização eletrônica na Avenida John Boyd Dunlop, em Campinas, a partir da 0h desta quinta-feira (30).

Segundo a empresa, os radares foram instalados em locais onde foram registrados acidentes graves na via. A velocidade máxima permitida será de 50 km/h.

Ao todo, são dois medidores fixos de velocidade e dois medidores de avanço de sinal vermelho - confira os locais abaixo. 
 
LEIA MAIS 
<b>Pandemia e crise: número de trabalhadores informais cresce em Campinas</b> 
<b>Unicamp ganha estação para captar meteoros em Campinas; veja flagrantes</b>

A empresa também implantou nova sinalização vertical nos pontos contemplados. No total, foram 16 placas instaladas, sendo indicação de velocidade máxima regulamentada (50 km/h), fiscalização eletrônica, orientação sobre os horários em que os detectores de avanço de sinal vermelho ficam inoperantes (19h às 6h) e indicação de semáforo a frente com velocidade regulamentada.

Além de registrarem acidentes, os pontos que receberam os radares também apresentam alta concentração de pedestres em travessias, potencial desrespeito à velocidade regulamentada e presença de polos geradores de tráfego, de acordo com a Emdec.

NOVOS RADARES

No Jardim Nova Esperança, os equipamentos foram instalados no sentido bairro Centro da Avenida John Boyd Dunlop, próximo à Rua Francisca Alves do Pinho, e no sentido Centro bairro da via, anterior à Rua Francisca Alves do Pinho.

Já no Jardim Roseira, são outros dois medidores de avanço de sinal vermelho, parada sobre a faixa de pedestres e excesso de velocidade, instalados no sentido Centro bairro da Avenida John Boyd Dunlop, próximo à Avenida Brasília, e na altura da Estação BRT Roseira / PUCC.

REGISTRO DE ACIDENTES

Segundo a Prefeitura, os quatro equipamentos foram instalados em locais com registro de acidentes graves. Confira o histórico completo:

- Av. John Boyd Dunlop (B/C), próximo à Rua Francisca Alves do Pinho

2021: 4 ocorrências, sendo 1 acidente com vítimas e 3 sem vítimas;
2022: 2 ocorrências, sendo 1 acidente fatal e 1 acidente sem vítimas;

- Av. John Boyd Dunlop (C/B), anterior à Rua Francisca Alves do Pinho


2021: 3 acidentes sem vítimas

- Av. John Boyd Dunlop (C/B) x Av. Brasília

2021: 21 ocorrências, sendo 4 atropelamentos, 6 acidentes com vítimas e 11 sem vítimas
2022: 16 ocorrências, sendo 11 acidentes com vítimas e 5 acidentes sem vítimas

- Av. John Boyd Dunlop (C/B), próximo à Estação Roseira/PUCC

2021: 10 ocorrências, sendo 4 acidentes com vítimas, 2 acidentes com vítimas fatais e 4 acidentes sem vítimas
2022: 1 acidente com vítima

CONSCIENTIZAÇÃO

Como parte da Campanha 'JBD: Morte Zerø no Trânsito', que busca zerar o número de acidentes fatais na Avenida John Boyd Dunlop, a empresa responsável pelo trânsito emitiu 3.450 avisos educativos aos condutores que cometeram infrações identificadas pelos novos radares.

A campanha é apoiada pela Iniciativa BIGRS (Bloomberg de Segurança Viária Global). As correspondências traziam a mensagem 'Repense comportamentos e ajude a salvar vidas!'. Confira o balanço de avisos:

- 312 avisos educativos foram por avanço ao sinal vermelho 
 
- 2.350 por transitar acima da velocidade máxima permitida em até 20%
 

- 614 por transitar acima da velocidade máxima em mais de 20% até 50%
 

- 174 avisos educativos por transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 50%


Ainda houve sete casos de registro de velocidade acima dos 100 km/h e em um dos casos a velocidade medida atingiu 110 km/h. A via também recebeu peças de comunicação visual para orientar a população sobre os novos equipamentos.

Foram instaladas 15 faixas, 20 banners e dois painéis, que traziam mensagens como 'Respeitar a velocidade evita mortes no trânsito. Proteja sua vida e a dos outros' e '10 km/h a menos no velocímetro podem fazer a diferença entre a vida e a morte'. 
 
LEIA TAMBÉM 
<b>Amparo registra seca e não tem chuva significativa há 141 dias</b>

Mais Notícias

Mais Notícias