Saúde de Campinas confirma mais quatro casos de varíola dos macacos Saúde de Campinas confirma mais quatro casos de varíola dos macacos

Saúde de Campinas confirma mais quatro casos de varíola dos macacos

Agora, são 13 confirmações pela pasta; cinco são autóctones, quando o vírus é contraído dentro da própria cidade

Campinas confirma mais quatro casos de varíola dos macacos (Foto: Reprodução/EPTV Campinas) 
A secretaria Municipal de Saúde de Campinas confirmou, nesta sexta-feira (29), mais quatro casos de varíola dos macacos (monkeypox) na cidade. Agora, de acordo com os dados municipais, são 13 confirmações, sendo oito importadas e cinco autóctones, quando o vírus é contraído na própria cidade. 

De acordo com as informações da pasta, os pacientes de Campinas com a doença são 12 homens e uma mulher com idade entre 23 e 41 anos. Três deles já saíram do isolamento e os demais seguem em acompanhamento ambulatorial, sem gravidade e com boa evolução. A cidade ainda tem outros cinco casos suspeitos em investigação. 

NÚMEROS ESTADUAIS 

Os números municipais são diferentes dos registrados pela secretaria Estadual de Saúde. A pasta do governo do estado ainda não confirmou três casos, mantendo a contagem em 10 registros em Campinas.
Confira os números registrados pelo estado na região: 

- Americana: 1 

- Campinas: 10 

- Indaiatuba: 2 

- Paulínia: 1 

- Santa Bárbara D´Oeste: 1 

- Vinhedo: 1 

- Total: 16  
 
LEIA MAIS 
 
Varíola dos macacos: Ministério da Saúde confirma 1ª morte no Brasil
 
Prefeitura de SP confirma três primeiros casos de varíola dos macacos em crianças
 
Varíola dos macacos: Anvisa cria Comitê Técnico da Emergência


ASSISTÊNCIA EM CAMPINAS 

A secretaria de saúde de Campinas afirma que toda a rede municipal está preparada para atender, diagnosticar e monitorar os casos de monkeypox. O atendimento está disponível nos centros de saúde, prontos-socorros, pronto atendimentos e no Centro de Referência em IST, HIV/AIDS e hepatites virais da cidade. 

PREVENÇÃO 

De acordo com a secretaria Estadual, as principais maneiras de prevenção ao Monkeypox são: 

- Evitar contato íntimo ou sexual com pessoas que tenham lesões na pele

- Evitar beijar, abraçar ou fazer sexo com alguém com a doença 

- Higienização das mãos com água e sabão e uso de álcool gel 

- Não compartilhar roupas de cama, toalhas, talheres, copos, objetos pessoais ou sexuais 

- Uso de máscaras, protegendo contra gotículas e saliva, entre casos confirmados e contactantes 

SINTOMAS 

- O principal sintoma é o aparecimento de lesões parecidas com espinhas ou bolhas que podem surgir no rosto, dentro da boca ou em outras partes do corpo, como mãos, pés, peito, genitais ou ânus; 

- Caroço no pescoço, axila e virilhas 

- Febre 

- Dor de cabeça 

- Calafrios 

- Cansaço 

- Dores musculares 

LEIA TAMBÉM 
'PodFalar, Mãe!': novo episódio fala sobre impacto das telas na saúde das crianças


 

Mais Notícias

Mais Notícias