TJ inocenta diretora de turismo de Campinas por evento de Natal TJ inocenta diretora de turismo de Campinas por evento de Natal

TJ inocenta diretora de turismo de Campinas por evento de Natal

A sentença de condenação em primeira instância havia sido dada em julho do ano passado, mas foi revisada no Tribunal de Justiça

Roteiro de Natal de Campinas (Foto: Divulgação) 

O TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo) inocentou a diretora de turismo de Campinas, Alexandra Caprioli e seu pai, Antônio Augusto Gomes dos Santos, em um processo de improbidade administrativa. A sentença de condenação em primeira instância havia sido dada em julho do ano passado.

A acusação é de que Alexandra teria favorecido o próprio pai em um evento de Natal promovido pela Prefeitura de Campinas. Segundo a Justiça, as empresas vencedoras das licitações do projeto 'Roteiro Turístico de Natal' alugaram o ônibus da família dela para realizar os passeios.

Alexandra foi condenada pela contratação da empresa do pai no período de 2013 a 2015, enquanto era diretora do Turismo. O pai da diretora também foi condenado e teve a suspensão dos direitos decretados e multa civil de R$ 20,9 mil.

NOVA SENTENÇA

De acordo com os desembargadores da 10ª Câmara de Direito Público do TJ-SP, não há qualquer prova que indique, a existência de irregularidades nos procedimentos licitatórios

'Por qualquer perspectiva que se analise a questão, não foi demonstrada a prática de ato ilícito qualificado com os elementos necessários à caracterização de improbidade administrativa', diz parte da sentença.

A sentença foi reformada e a ação restou julgada totalmente improcedente, com absolvição por improbidade administrativa.

A DIRETORA

Procurada, Alexandra disse sempre ter tido a certeza da inocência, mas que ter o fato reconhecido pelos desembargadores e a extinção do processo é fundamental para restaurar o seu nome.

'E também o nome da família e da empresa. Felizmente pude dar essa notícia ao meu pai que faleceu no mesmo dia da audiência que nos absolveu', afirmou.

Mais Notícias

Mais Notícias