Trio invade e rouba casa de vereador do PV em Americana Trio invade e rouba casa de vereador do PV em Americana

Trio invade e rouba casa de vereador do PV em Americana

Bandidos fizeram família de Léo da Padaria (PV) nesta quinta (30); político foi obrigado a fazer transferências via Pix

Caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária de Americana (Foto: Reprodução/Google Street View)
 

Três bandidos invadiram e roubaram a casa do vereador de Americana Clemente Alves dos Santos, o Léo da Padaria (PV), na noite desta quinta-feira (30). A família de Léo foi feita refém pelos criminosos. Ninguém ficou ferido.

De acordo com a EPTV Campinas, o assalto aconteceu por volta de 22h, no bairro Praia Azul, onde a esposa e uma filha do parlamentar foram rendidas pelo trio. Segundo a assessoria do vereador, um dos ladrões estava armado.

Léo da Padaria não estava no imóvel, mas também foi rendido assim que chegou à residência, por volta de 23h. Ele foi obrigado a fazer várias transferências bancárias por meio do Pix. Os valores ainda não foram apurados pelo banco.

Antes de fugir em dois carros da família, o trio pegou ainda R$ 3 mil em dinheiro, uma TV, celulares, notebook e vários objetos da casa. Depois do crime, as vítimas conseguiram um celular emprestado e avisaram a Polícia Militar.

INVESTIGAÇÃO

Na madrugada de hoje (1º), policiais encontraram um dos veículos em Santa Bárbara dOeste, perto do Cemitério dos Lírios. Ninguém foi preso, o caso é investigado e a polícia busca câmeras de segurança para identificar o trio.

LEIA MAIS
Campinas registra entrega voluntária de 16 bebês desde 2018
Receita Federal faz alerta para golpe de empréstimos utilizando Pix

ALERTA DA RECEITA


A Receita Federal alertou, na última quinta que recebeu vários relatos de golpes envolvendo empréstimos e aproveitou para dar orientações de como evitá-los.

De acordo com o órgão, as supostas empresas de crédito condicionam a liberação do valor ao pagamento antecipado do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

Para convencer a vítima a recolher taxas inexistentes para a liberação do dinheiro, os estelionatários mostram notificações e documentos de arrecadação falsos.

De acordo com os relatos recebidos pela Receita, o pagamento das supostas taxas ou IOF são feitos por meio de transferências via Pix para pessoas físicas.

'Trata-se de golpe, já que a Receita Federal não fornece dados para recolhimento de tributos ou taxas via transferência', informa o órgão em nota.

O recolhimento do IOF é feito apenas mediante Darf (Documento de Arrecadação de Receitas Federais), pago pela entidade que fornece o crédito e não pelo contribuinte.

Além disso, os servidores da Receita não prestam serviços de empréstimos à população e nem entram em contato para cobrar esses tipos de taxas.

Caso haja suspeita de golpe, a orientação do órgão é registrar um boletim de ocorrência com a polícia, fornecendo todas as provas possíveis.

LEIA TAMBÉM
Contas de água ficam mais caras em Jaguariúna e Artur Nogueira


Mais Notícias

Mais Notícias