Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

PM aposentado é preso em megaoperação contra pedofilia

Homem que é sargento aposentado da PM afirmou desconhecer que a prática era crime

| ACidadeON/Campinas

Ex-PM preso em operação contra a pedofilia. Foto: Deeny Césare/Código 19

A Polícia Civil de Campinas prendeu um sargento aposentado da Polícia Militar com cerca de mil fotos contendo pornografia infantil e 350 CDs com arquivos pornográficos na manhã desta quinta-feira (17). Ele foi detido durante a megaoperação nacional contra a pedofilia infantil chamada de Luz na Infância 2.

O ex-policial estava em sua casa no distrito de Sousas onde também foram recolhidos os materiais. Ao ser preso ele afirmou que não sabia que era crime manter esse tipo de material. Além dele, uma outra pessoa, moradora de Paulínia, foi levada para a sede do SHPP (Setor de Homicídios e Proteção a Pessoa), onde prestou depoimento e foi liberada.
 
LEIA TAMBÉM  
Megaoperação nacional contra pedofilia faz ações na região de Campinas
 

"Através de mandado de busca entramos na casa do alvo. Lá ele foi surpreendido com o computador cheio de material pornográfico de crianças e adolescentes. É crime manter armazenamento de qualquer arquivo do tipo e pode dar a pena de 1 a 4 anos de reclusão, foi constatada a materialidade, ele será conduzido para o distrito policial", afirmou o delegado titular do SHPP, Rui Pegolo.

Em outros alvos explicou o delegado foram apreendidos computadores e arquivos que serão periciados para saber se ali estava à prática do crime ou não. Em um alvo em Campinas a casa estava vazia. No caso do detido de Paulínia a policia explicou que ele nãoarmazenava imagens mas ele fazia acessos e através dos acessos foram apreendidos equipamentos de arquivos ocultos que serão analisados. Ele foi liberado.

A OPERAÇÃO  

O Ministério Extraordinário da Segurança Pública deflagrou na manhã desta quinta-feira (17) a, em parceria com as Polícias Civis do Distrito Federal e de 24 Estados. Ao todo, a operação cumpre 579 mandados de busca e apreensão. De acordo com a pasta, 100 pessoas haviam sido presas pela manhã.
O ministério informou que, durante as buscas, policiais identificaram imagens que configuram os crime de exploração sexual contra crianças e adolescentes e, nestes casos, os responsáveis são presos em flagrante.  

Os alvos foram identificados pela Diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública, com base em indícios coletados em ambientes virtuais.  

As informações obtidas durante quatro meses foram repassadas às Polícias Civis - em especial delegacias de proteção à criança e ao adolescente, e repressão a crimes informáticos - que instauraram inquéritos e solicitaram aos juízes locais a expedição dos mandados.  

 


QUER CONTINUAR LENDO ESTE CONTEÚDO E MUITOS OUTROS? FAÇA SEU LOGIN OU CADASTRE-SE

Informe seu e-mail e senha cadastrados para ter acesso a todo conteúdo do site:

ainda não tem cadastro?
QUER LER ESSE CONTEÚDO? CADASTRE-SE

Informe seu Nome, E-mail e senha para se cadastrar no Acidade ON

Quero ser informado sobre promoções e ofertas do Acidade ON e seus parceiros
Aceito os Termos de Uso do Acidade ON

Veja também