Publicidade

cotidiano

Estudantes fazem protesto após caso de assediador sexual na Unicamp

Estudante de matemática foi preso no dia 15 de maio e expôs insegurança no campus

| ACidadeON/Campinas -

 

Protesto de mulheres por mais segurança no campus da Unicamp. (Foto: Luciano Claudino/Código19)

Um grupo de mulheres protestou no começo da tarde desta quinta-feira (24) na Unicamp, nove dias depois de um estudante suspeito de assédio ser detido pela polícia. O caso expôs o problema enfrentado pelas mulheres no campus.

As mulheres fizeram uma marcha até a reitoria da Universidade pedindo mais segurança e mais iluminação nas ruas da Unicamp. Na última semana, um estudante de 27 anos do Imec (Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica) foi detido por suspeita de abuso sexual contra várias alunas da Unicamp.   

LEIA MAIS: Unicamp abre processo que pode até expulsar estudante suspeito de assédio

Mulheres do Imec organizam canal de denúncias contra assédio  

Assédio: após denúncia de falha de segurança, Unicamp defende ações  

Grupo feminista aponta cinco falhas da Unicamp para evitar casos de assédio  

Unicamp investigará aluno suspeito de assédio sexual no campus  

Estudante da Unicamp é detido acusado de se masturbar na frente de alunas

Ele agia nas ruas do campus, chamando a atenção das mulheres para vê-lo se masturbando. O nome dele não foi divulgado até o momento e o caso continua sendo investigado.

Na sexta-feira passada (18), a Unicamp abriu processo disciplinar para apurar o envolvimento de um estudante do instituto em casos de assédio sexual e atos obscenos no estacionamento do órgão e em outras vias do campus. O prazo para resposta é de 20 dias, portanto, no dia 7 de junho.  



Mais notícias


Publicidade