Aguarde...

cotidiano

Operação do Exército na Replan garante combustível para Viracopos

Toda a operação foi acompanhada pelo movimento de caminhoneiros grevistas que estão nas margens da Rodovia Zeferino Vaz

| ACidadeON/Campinas

Carreta deixa Replan em direção à Viracopos. Foto: Helen Sacconi/EPTV
 

Tropas do Exército ocuparam durante toda a tarde deste sábado (26) o principal acesso da Refinaria Replan em Paulínia. A ação fez parte de uma operação especial das Forças Armadas para o abastecimento de sete carretas com querosene de aviação que foram levadas, escoltadas pelas tropas, até o aeroporto Internacional de Viracopos em Campinas. O comboio deixou a Replan por volta das 18h.  

Toda a operação foi acompanhada pelo movimento de caminhoneiros grevistas que estão nas margens da Rodovia Zeferino Vaz, no entorno da refinaria, desde a última segunda-feira. Em nenhum momento houve qualquer resistência ou conflito.  

Além da escolta, foram os próprios soldados do Exército que guiaram as carretas. Cada uma delas estava carregada com 30 mil litros de querosene de aviação. Ao todo 54 veículos do Exército participaram da operação com 260 militares.  

O Exército informou que a distribuição de combustível para o aeroporto e serviços públicos, remédios e insumos para hospitais são prioridades e que também está acompanhando a situação das rodovias, porém não vai ter nenhuma ação. O Exército informou que só vão agir caso haja tumultos e risco aos motoristas. A responsabilidade de qualquer intervenção será da Polícia Rodoviária.  

O aeroporto de Viracopos informou que apesar de ter sete voos cancelados opera normalmente neste sábado. Ontem, o terminal recebeu o carregamento de quatro carretas de combustível que chegaram ao local escoltadas pelo Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia). O carregamento chegou por volta das 23h30.  

O novo abastecimento vai permitir a autonomia do aeroporto até às 23h59 deste domingo. Amanhã o terminal deve receber outras sete carretas. Soldados do Exército continuam na entrada da Replan.
 
LEIA TAMBÉM 
Grupo se junta a caminhoneiros e faz manifestação de apoio a greve 
Oficial de Justiça negocia liberação de botijões de gás com grevistas 
Exército deixa quartel e segue para missões em três pontos  
Exército vai escoltar sete carretas de combustível para Viracopos   
Alguns postos de Campinas começaram a receber combustível neste sábado
Após protesto, D. Pedro segue com tráfego normal neste sábado  
Ônibus recebem combustível e transporte funciona até 2ª-feira  
Caminhoneiros seguem parados às margens da Zeferino, no entorno da Replan


MOVIMENTOS DO EXÉRCITO  

Na tarde deste sábado o Exército começou a cumprir a ordem do Governo Federal para desobstruir rodovias e garantir o abastecimento de combustíveis.  

O Exército não dá detalhes de como vai ser a sequência da ação nos próximos dias. Em nota divulgada que não informam, por segurança, os locais em que vai atuar.  

A ocupação aconteceu em cumprimento à ordem do presidente Michel Temer de desbloquear os acessos a refinarias e rodovias de escoamento de combustível. Os militares se deslocaram em 26 viaturas e ao menos quatro ônibus, com apoio de um helicóptero.  

Conforme nota do Ministério da Defesa, a ação deveu-se ao cumprimento da ordem de "garantir a distribuição de combustível nos pontos críticos; escolta de comboios; proteção de infraestruturas críticas; e desobstrução de vias e acessos às refinarias, bases de distribuição de combustíveis e áreas essenciais, a fim de evitar prejuízos à sociedade".  

Ontem, o Exército em Campinas convocou todos os militares da 11ª Brigada para se apresentarem ao quartel após o anúncio de uso da Força Militar, dado pelo presidente Michel Temer (MDB) por volta de 13h15 desta sexta-feira (25), para o desbloqueio de estradas na greve dos caminhoneiros.

A convocação se chama "Plano de Chamado" e é um procedimento padrão, de acordo com o tenente-coronel Eduardo José Lopes Gonçalo, da 11ª BIL (Batalhão de Infantaria Leve). "Baseado no pronunciamento do presidente da República, foi dada uma ordem para todo o Exército realizar o Plano de Chamado, que é chamar a tropa para todas as unidades para futura ordens. Então, isso está realmente ocorrendo", disse ele ontem.  
 
COMBOIOS 
 
Desde a noite desta sexta-feira (24), foram retiradas algumas carretas de combustível da Replan com a escolta do Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia). Na sexta-feira saíram 10 carretas do local para atender aos serviços essenciais de Campinas, como transporte coletivo, ambulâncias e viaturas policiais e GM. 
 
Neste sábado também foi intenso o movimento de carretas carregadas com combustíveis e escoltadas pela polícia. Um desses comboios as carretas tinha os símbolos da VB Transportes que opera parte dos ônibus coletivos em Campinas.  
 
Os caminhoneiros grevistas que permanecem no local em nenhum momento tentaram resistir a retirada desses veículos no local.

REPLAN

Na Zeferino os caminhoneiros não estão atrapalhando o tráfego da rodovia. Eles estão parados nas margens da estrada. Esse será um dos pontos da atuação das tropas militares.  

 


Mais do ACidade ON