Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

PUC lamenta morte de aluna assassinada pelo namorado

A PUC-Campinas divulgou, na tarde deste domingo (8), uma nota de pesar sobre a morte da estudante de medicina Marília Camargo de Carvalho

| ACidadeON/Campinas

Jovem estava se formando pela PUC-Campinas. (Foto: Google Street View)

A PUC-Campinas divulgou, na tarde deste domingo (8), uma nota de pesar sobre a morte da estudante de medicina Marília Camargo de Carvalho assassinada pelo namorado na madrugada deste domingo no apartamento em que morava no Jardim Aurélia. Ela é formanda da universidade. O namorado dela, Rafael Garcia, horas após matar a jovem asfixiada, se jogou do apartamento que fica no 16º andar e também morreu.
 

Jovem morta pelo namorado. (Foto: Reprodução Facebook)

A jovem havia se formado na última sexta-feira pela PUC e a festa de formatura de sua turma estava marcada para o próximo sábado. Os dois teriam se desentendido entre a noite de sábado e o começo da madrugada de domingo.   

Segundo moradores do prédio, condomínio Allegro, ninguém percebeu algo diferente vindo do apartamento, como barulho ou pedido de ajuda. Mas testemunhas afirmaram à polícia, que o rapaz saiu e entrou várias vezes no apartamento durante a madrugada.   

Ele cortou uma tela de proteção e se jogou do prédio na manhã deste domingo (9). A jovem, segundo a perícia, havia sido morta no começo da madrugada. LEIA MAIS AQUI

Em nota a universidade afirma que recebeu a notícia do falecimento com pesar e que toda a comunidade universitária lamenta profundamente a perda da aluna.

Confira a nota na íntegra:

"É com pesar que a PUC-Campinas recebe a notícia do falecimento da aluna Marília Camargo de Carvalho.  

A Reitoria da PUC-Campinas, as Diretorias do Centro de Ciências da Vida e da Faculdade de Medicina e toda a comunidade universitária lamentam profundamente a perda da aluna e se solidarizam com a dor da família."

Veja também