Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Policia registra como feminicídio morte de estudante de medicina

Tragédia ocorreu na manhã deste domingo no Jardim Aurélia em Campinas; namorado se matou

| ACidadeON/Campinas

Corpos foram levados pela Setec na manhã de domingo. (Foto: Reprodução EPTV)

A Polícia Civil de Campinas registrou a morte da estudante de medicina Marília Camargo de Carvalho, de 25 anos, como feminicídio. O caso aconteceu na madrugada deste domingo (8). Ela foi morta por asfixia pelo namorado Rafael Moraes Garcia, de 27 anos, que depois de passar a madrugada junto ao corpo se jogo do 16º andar onde ficava o apartamento em que a jovem morava.  

Segundo a Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo, a Polícia Militar chegou ao local por volta das 7h10, quando encontrou o corpo de Rafael no quintal do condomínio, no bairro Jardim Aurélia.  

Os PMs arrombaram o apartamento da estudante e, no local, encontraram o corpo de Marília, que apresentava sinais de asfixia.  

O caso foi registrado como feminicídio no plantão do 1º Distrito Policial e será investigado pelo 3º Distrito Policial. No apartamento, foram apreendidos dois notebooks, dois celulares e um tablet, que foram encaminhados para a perícia.   

Jovem morta pelo namorado. (Foto: Reprodução Facebook)

A polícia também recolheu as imagens do circuito de segurança do prédio, onde o rapaz é visto várias vezes, entrando e saindo do apartamento e usando o elevador. Segundo a perícia, a jovem foi morta entre meia-noite e uma hora da madrugada de domingo. O rapaz se suicidou às 6h.

Marília tinha se formado na última sexta-feira e a festa de formatura seria neste final de semana. A família da jovem é do Paraná e ontem pela manhã chegou em Campinas. Amigos e colegas da universitária foram ao local do assassinato na manhã deste domingo. Já o rapaz, era de Minas Gerais e era formado em educação física e estava estudando para prestar concurso público. Eles estavam juntos há mais de dois anos.
 
A jovem era aluna da PUC-Campinas que soltou um comunicado lamentando a sua morte. LEIA MAIS AQUI.  Veja a matéria completa AQUI. 

Rapaz era formado em educação física. (Foto: Reprodução Facebook)

Veja também