Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

A cara de Campinas, lanche boquinha de anjo é sessentão

Lanche famoso em todo o país foi criado na década de 60 por chapeiros do Giovannetti

| ACidadeON/Campinas

 

Lanche Psicodélico, do Giovanetti: clássico sair por R$ 29,90. (Foto: Renan Lopes/ACidadeON Campinas)

Com quase 60 anos, o lanche boquinha de anjo é uma criação clássica campineira e marca quem visita os restaurantes, botecos e até biroscas da cidade. O corte que ultrapassou fronteiras e tomou os botecos de todo o país foi criado na década de 1960 na choperia Giovannetti do Largo do Rosário, o mais antigo da rede.  

O pão francês cortado ao meio e em "mini" pedaços é uma tradição que surgiu em Campinas. No Giovannetti, o lanche mais conhecido servido dessa forma é o Psicodélico, criado também na década de 1960. O lanche leva mussarela, salsichão com picles, lombo cozido, salsichão lionês, mortadela, rosbife caseiro, presunto, tomate e azeitonas pretas. O preço é R$ 29,90.  

A história é que o chapeiro Moleza costumava guardas as sobras dos frios - geralmente, as pontas dos embutidos que utilizava em outros lanches. Aí, resolveu "pôr para jogo" essas sobras, criando assim o Psicodélico.  

Além dele, há ainda o Sharp, criação vinda de um pedido especial de um executivo da empresa japonesa de eletrônicos. Ele leva rosbife, queijo do tipo reino Palmyra, cebola, tomate e azeitonas pretas, coberto com molho do chef. O lanche é o mais caro do cardápio e sai por R$ 33.  

Gerente do Giovannetti do Rosário há 25 anos, Genilson Souza Urcino conta que o lanche foi criado na chapa do restaurante pelo chapeiro Moleza, já falecido. No entanto, há também uma segunda pessoa que participou da criação do lanche. Foi o garçom Pedro João de Carvalho, o Possante.   


O POSSANTE  

Aposentado hoje, Possante conta que passou por vários bares em Campinas, incluindo o bar Ideal, em 1956, e o restaurante Rosário. Em 1964, ele entrou no Giovannetti, onde ficou 17 anos. "Eu trabalhava três dias na lancheira com o Moleza, que era o lancheiro oficial. E também atuava no salão, como garçom, nos outros dias. O lanche já era volumoso e na época a gente colocava mais coisa ainda. Até presunto parma ia depois do forno", contou ele.  

Ele explica que o corte surgiu para tornar a degustação mais confortável. "Também aumentava o consumo, porque o pessoal pedia e dividia. Então tinha que pedir outro", contou, rindo. Possante conta que, a princípio, o boquinha de anjo era feito para os funcionários. "Depois, os habitués do bar começaram a pedir", disse.

Em Campinas, o antigo bar do Possante ainda existe e fica na Avenida Barão de Itapura, nº 9.264. Apesar de não ser mais o dono, ainda há um pedacinho do antigo Possante no bar. É o lanche Churrasquinho Marilyn, nome de sua filha, e uma homenagem a atriz de Hollywood. Claro, também vem no corte criado por Moleza.  



Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON