Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

O aniversário de Campinas não é feriado. Saiba porquê!

O feriado, na verdade, é no dia 8 de dezembro

| ACidadeON/Campinas

Estação Cultura, em Campinas. (Foto: Carlos Bassan/Prefeitura de Campinas) 

Nada mal comemorar o aniversário com um feriado, não é mesmo? Esta sempre foi a vontade do advogado Ricardo Jorge Russo Junior, de 36 anos, que nasceu no mesmo dia da fundação de Campinas - 14 de julho. Mas, diferente de outras cidades brasileiras, no município as atividades seguem normalmente na data, que por isso mesmo quase passa despercebida. 

Uma lei municipal de 1949 institui como feriado o dia da padroeira da cidade, Nossa Senhora da Conceição, em 8 de dezembro. Outra lei, de 1971, fala que em 14 de julho é a data comemorativa de fundação da cidade, mas não fala em feriado. Segundo a Prefeitura, realmente não existe uma lei que institui a data da fundação como feriado.

Ricardo conta que gosta de fazer aniversário no mesmo dia de Campinas onde nasceu e sempre viveu. "Essa coincidência deixa a data ainda mais importante para mim. Sempre soube disso, até pelo fato de ser uma associação para pessoas que me conhecem, ou seja, quando vem a notícia de que é aniversário de Campinas, na hora lembram do meu também", disse.

No entanto, ele gostaria que fosse feriado, sim. "Fica a frustração de não ser feriado. Praticamente todos os municípios do País decretaram feriado no dia de seus aniversários. Não tem nexo fazer aniversário em determinada data e comemorar cinco meses depois", disse.   

O advogado Ricardo Jorge Russo Junior faz aniversário no mesmo dia que Campinas. (Foto: Renan Lopes/ACidadeON Campinas)

O QUE PODE MUDAR 

Para tentar corrigir o que muitos consideram um lapso, tramita desde o ano passado na Câmara Municipal um projeto de lei que defende que a data da fundação de Campinas também passe a ser feriado. O PL já passou pelas Comissões de Legalidade e Educação e Esporte. Agora, aguarda para entrar na ordem do dia. 


A proposta é de autoria do vereador Pastor Elias Azevedo (PSB). Na justificativa do projeto, ele diz que "a história da cidade fica muitas vezes perdida e deixa de ser ensinada". Além disso, o vereador quer manter o feriado no dia da Padroeira, no dia 8 de dezembro.

Se a ideia for aprovada, Campinas passaria a ter, então, dois feriados municipais. Quem torce por isso é justamente o advogado do começo da matéria, Ricardo Junior. "Acredito que seja aprovado, vamos aguardar", disse ele, rindo.


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON