Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Mortes causadas pela diabetes aumentam 21% em Campinas

Apenas metade dos diabéticos sabe que tem a doença; Dia Mundial conscientiza sobre consequências à saúde, cuidados e prevenção

| ACidadeON Campinas

Hoje é o Dia Mundial da Diabetes. (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)

Mortes provocadas em decorrência da diabetes cresceram 21% em Campinas no ano passado, segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde - foram 161 óbitos em 2016 e 195 em 2017. A pasta estima que a cidade tenha cerca de 100 mil pessoas com a doença, o que representa 8,4% da população da cidade.

Esta quarta-feira (14) é o Dia Mundial da Diabetes, e uma série de ações vai alertar a população sobre riscos, sintomas, prevenção e tratamento na cidade.

Com mais de 12,5 milhões de diabéticos, o Brasil ocupa atualmente o quarto lugar no ranking dos dez países com o maior número de pessoas com a doença, e essa estatística deve dobrar nas próximas três décadas, de acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), chegando a 24 milhões até 2045.
 
LEIA TAMBÉM 
Rodoviária e Viracopos estimam a passagem de 341 mil pessoas
Feriadão vai levar 2,4 mi para as estradas da região
Programe-se: Confira o que abre e fecha durante o feriadão
Quarta-feira de sol e calor; veja previsão para o feriadão
 

"Vivemos hoje uma epidemia de diabetes e mais da metade dos diabéticos não sabe que tem a doença, portanto, não faz o controle adequado. A diabetes é hoje a principal causa de cegueira no País, responsável por muitos casos de amputação de membros inferiores e está entre os principais fatores que levam ao infarto e à insuficiência renal", afirma a médica nefrologista Maria Gabriela Rosa, do Instituto Nefrológico de Campinas (INC Nefro).

A desinformação, segundo a especialista, contribui para a escalada das estatísticas. "Uma pesquisa divulgada em julho deste ano mostrou que três em cada quatro brasileiros não consideram a diabetes uma doença grave. Outro estudo, feito em maio em 153 cidades, revelou que a maioria da população conhece muito pouco sobre a diabetes. Só 1% dos entrevistados, por exemplo, sabia que pode provocar a perda das funções dos rins", afirma a médica.

Segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), 25% das pessoas com diabetes tipo 1 e entre 5% e 10% dos diabéticos com o tipo 2 da doença desenvolvem insuficiência renal. Em países europeus e nos Estados Unidos, é causa de até 80% dos novos casos.

ENTENDA

A diabetes é uma doença em que há aumento da glicose (açúcar) no sangue e está associada especialmente à obesidade ou sobrepeso, sedentarismo, maus hábitos alimentares e ao envelhecimento da população. Pessoas com histórico na família também estão mais propensas a desenvolver a doença.

Entre os sintomas, estão a perda de peso, sonolência e cansaço, formigamento nas mãos ou nos pés, alterações na visão, sede, aumento na vontade de urinar, enjoo e dores de cabeça. A doença pode ser detectada com exames simples que investigam a presença de açúcar na urina e medem a quantidade desta substância no sangue.

A diabetes não tem cura, mas pode ser prevenida e controlada com a adoção de hábitos de vida saudáveis, com alimentação equilibrada e prática de exercícios físico, e, quando necessário, com medicamentos, como a insulina.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Veja também