Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Paciente é agredido na ala psiquiátrica do Ouro Verde

A prefeitura informou que o caso aconteceu com a tampa da caixa de água do vaso sanitário

| ACidadeON Campinas

A cabeça foi atingida na agressão (Foto: Reprodução/EPTV) 

Um paciente de 26 anos da ala psiquiátrica do Hospital Ouro Verde, em Campinas, foi agredido por outro paciente. A mãe contou que a agressão ocorreu com uma barra de ferro, enquanto a prefeitura informou que o caso aconteceu com a tampa da caixa de água do vaso sanitário.

O incidente ocorreu há 15 dias. O paciente agressor teve um surto psicótico durante a madrugada e conseguiu desparafusar duas travas de segurança que são usadas para impedir a saída da tampa do vaso. Ele, então, atacou o outro paciente enquanto ele dormia.

A assessoria de imprensa do Hospital Ouro Verde informou que a vítima foi atendida prontamente. Ele passou por avaliação neurológica, foi feito exame tomografia, não teve lesões mais graves. Os cortes foram suturados e o paciente nos últimos 15 dias evoluiu bem e teve alta.

O outro paciente, no mesmo dia da agressão, foi colocado em isolamento psiquiátrico onde permanece até hoje.

"A direção do hospital esclarece que não há barras de ferro na ala de psiquiatria. O hospital mantém as travas de segurança nos vasos sanitários parafusadas. A manutenção do hospital já refez a fixação das barras de contenção da tampa de porcelana do sanitário no mesmo dia do incidente. A direção lamenta o ocorrido, e apesar de considerar o fato uma fatalidade, informa que o caso já está sendo apurado e outras medidas possíveis estão sendo adotadas", disse a nota oficial do hospital.   
 
A mãe tentou fazer um boletim de ocorrência, mas o delegado informou que precisava do nome do agressor. A Polícia Civil esclarece que a orientação para esse tipo de ocorrência é a elaboração do B.O com "autoria desconhecida". "As equipes do 9º DP estão à disposição da vítima para registro do B.O. A denúncia pode ser formalizada na Corregedoria da instituição para apuração dos fatos", disse a SSP (Secretaria de Segurança Pública).

Família disse que o ferro foi usado na agressão; o hospital diz que foi a tampa do vaso