Publicidade

cotidiano

Jovem da Bahia passa na Unicamp e arrecada quase R$ 10 mil para se mudar

Uedson Neves foi aprovado no curso de química por ter sido medalhista na Olimpíada Brasileira de Química

| ACidadeON Campinas -

Estudante conseguiu arrecadar dinheiro para se manter até se mudar para alojamento da Unicamp. (Foto: Redes Sociais)

Um jovem de Salvador, na Bahia, foi aprovado no curso de química da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), mas não tinha dinheiro para se mudar para a cidade. Após incentivo dos amigos, ele criou uma vaquinha digital e arrecadou quase R$ 10 mil reais para se mudar para Campinas.

Uedson Neves foi aprovado no curso de química por ter sido medalhista na Olimpíada Brasileira de Química. Mas, apesar da universidade oferecer moradia estudantil, o garoto e sua família não tinham condições dele viajar e se manter em Campinas até conseguir uma vaga no alojamento. Assim, apesar de ter conquistado a vaga, o sonho do garoto de cursar a Unicamp começou a se desmanchar. "Eu pensei em desistir desse sonho e dessa grande oportunidade", contou.

Mas, antes de abrir mão de tudo, Uedson resolveu fazer uma vaquinha online por incentivo dos amigos e professores. A ideia dele era arrecadar cerca de R$ 5 mil, o suficiente para ele se mudar e se manter em Campinas até conseguir a vaga na moradia estudantil da Unicamp.

A vaquinha online foi criada há cerca de uma semana, em 24 de janeiro e, desde então, já arrecadou quase o dobro dos R$ 5 mil que ele solicitava (eram R$ 9.515 arrecadados até o fechamento dessa matéria).

Uedson chega a Campinas no dia 16 de fevereiro e deve ficar hospedado em uma pousada até realizar a matrícula na universidade. "Eu estive muito inseguro e receoso, mas os estudantes da Unicamp, os ex-estudantes e os moradores de Campinas estão sendo super receptivos. Recebi várias mensagens positivas e estou recebendo um apoio que não imaginei que receberia", disse.

Assim que estiver instalado na universidade, ele pretende se envolver com projetos de pesquisa, iniciação científica e já tem até planos de fazer uma pós-graduação na Unicamp. "Como eu gosto muito da Química e pretendo seguir a área acadêmica, acho que a Unicamp foi a melhor coisa que pôde acontecer no momento", contou.

MEDALHISTAS

A Unicamp abriu vagas paga medalhistas pela primeira vez para o vestibular 2019. Foram 283 inscritos para as 90 vagas dedicadas a medalhistas, e eles puderam escolher entre 22 opções de cursos. Do total, 166 inscritos são de escolas públicas e 117 de escolas privadas.

Participaram do processos estudantes que sejam medalhistas ou tenham um ótimo rendimento em competições de conhecimento do ensino médio, como as olimpíadas de Matemática, Física, Química e Robótica, dentre outras.

De acordo com a Comvest, o fato de a maior parte dos inscritos ser da rede pública de ensino demonstra que essas competições têm forte penetração entre esses estudantes, sendo um fator motivador dos estudos, sobretudo em áreas como matemática, química e física.

"Tivemos uma amplitude de medalhistas em 15 olimpíadas, o que indica que há um nicho a ser explorado, já que interessa à Unicamp ter alunos que venham de experiências educacionais relacionadas às olimpíadas de conhecimento", afirma José Alves de Freitas Neto, coordenador executivo da Comvest.

Publicidade